sábado, 30 de abril de 2011

Toma essa JP 2

Conforme eu salientava durante o Nerd Cast 257, antes de ser desacreditado pelo JP:

"Para coordenar a condução da guerra, os líderes dos três países aliados, Roosevelt, dos Estados Unidos, Churchill, da Grã-Bretanha, e Stalin, da União Soviética, reuniram-se, em novembro de 1943, em Teerã, a capital do Irã, para acertos relacionados à situação da Europa depois da guerra. Logo de início, Stalin pediu a urgência da abertura de uma segunda frente na França. Stalin considerava a invasão do sul da Itália insuficiente para aliviar a tremenda pressão que as forças nazistas ainda exerciam sobre o Exército Vermelho. Além do mais, o líder soviético deixou claro que desconfiava, desde o início da guerra, de que havia uma intenção velada de Churchill de deixar a União Soviética e a Alemanha se exaurirem mutuamente numa guerra de desgaste.

O presidente tendia a concordar, em muitos pontos, com o líder soviético. Principalmente quando o Churchill expôs na conferência seu plano para uma invasão anglo-americana nos Balcãs, o que retardaria ainda mais a invasão da França. De imediato, a animosidade entre Stalin e Churchill, que subsistia desde o encontro entre ambos em 1942, veio a tona com nova intensidade¹. Stalin permaneceu firme em sua posição, exigindo a abertura de uma segunda frente com o desembarque na França. Ao final, sua proposta saiu vencedora. Até mesmo estrategistas militares britânicos discordaram de Churchill e O ALTO COMANDO AMERICANO APOIOU, COM ENTUSIASMO, AS PROPOSTAS DO LÍDER SOVIÉTICO.


¹ Isaac Deutscher, Stalin, a história de uma tirania, Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1970, p.461


Fonte: Trecho do texto sobre a Segunda Guerra Mundial, encontrado na página 377 do livro História das Guerras, escrito por Antonio Pedro Tota, professor de História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Mestre e doutor pela Universidade de São Paulo (USP), também fez pós-doutorado na Universidade de Colúmbia (EUA) e na PUC-SP.

4 comentários:

André disse...

Boa Tucano!!!

Cristiana Sbardella (ou Gata Flecha!) disse...

Acho q eles num discordaram. Eles só acharam graça na informalidade do "se amarrou na idéia" hehehe

Léo disse...

Pobre Tucano, sempre desacreditado pelos camaradas. hahahaha

Mas dessa vez foi só uma brincadeira com a informalidade.

Ricardão disse...

Grande Tucano!

De acordo com o texto e com o seu poder de síntese, realmente Stalin "se amarrou na idéia"!

HAHAHAHAHA!

 
Clicky Web Analytics