segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O Fantástico Mundo dos Idealistas

Em primeiro lugar, devo deixar claro que não sou Professor de História, como sugeriram nos comentários do post anterior. Eu só gosto muito de estudar História, mas leciono Publicidade e Propaganda em uma Universidade e, ao contrário de alguns colegas idealistas militantes, apaixonados por seus partidos políticos, nunca tentei influenciar meus alunos em sala de aula para votarem em A ou B. Sei que possuo uma posição privilegiada como docente, porém não uso isso para manipular suas intenções.

Mas vamos ao que interessa:

Ser idealista é muito bonito. Quantos artistas vocês conhecem que não são socialistas atuantes? Poucos, né? A maioria é super-engajada, atuante nas campanhas eleitorais e tudo mais. Os outros são meio que renegados. O ganhador do prêmio Nobel de Literatura desse ano, Mario Vargas Llosa, disse: "Tem artista que nem é de esquerda, mas diz que é. Porque se um artista não é de esquerda, vão encher o saco dele até o fim." Ele ainda completa com uma experiência própria: “Quando rompi abertamente com Cuba, parecia que eu tinha contraído a peste.”

O que em Cuba fascina tanto esses idealistas a ponto de eles fecharem os olhos para as atrocidades cometidas pelo último governo ditatorial das Américas? Deve ser a mesma coisa que fascina os idealistas que acham que Hugo Chaves é um democrata e que Lula não sabia do mensalão. Ou talvez a máxima do pensamento maquiavélico de que "os fins justificam os meios".

Eu tenho sido criticado, não por artistas, mas por jovens de inclinação socialista que me já me chamaram de fascista, alienado, repetidor da grande mídia, Capitão Nascimento (essa foi boa! haaa),ignorante, etc. E sabe o porque das críticas? Por ter expressado a minha opinião a respeito de um assunto público. Não posso?

Essas pessoas são tão retrogradas que ainda usam os termos que saíram de moda nos anos 70, como burguesia, proletariado, guerra de classes. Esse é um mundo de fantasia onde a Revolução é a única saída? Eles esquecem que o empresariado está do lado do Lula, ou vocês se esquecem que o José Alencar foi vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria. É evidente que o empresariado está com o Lula e isso, por si só, não é vergonha nenhuma. O empresariado quer que o povo tenha dinheiro no bolso e é exatamente isso que o Lula faz. O poder aquisitivo não subiu?

Mas voltando ao assunto, quem está me criticando não me conhece e não conhece a minha história. Quem me ataca assim, dessa maneira, e diz que nunca passei fome, não tem idéia do que eu já passei (inclusive fome). Não sabe que se hoje eu tenho condições de viver uma vida confortável é porque eu trabalho diariamente 10 a 12 horas. E é pouco, já que minha mãe chega a trabalhar 15 a 17 horas por dia. Se isso não é o tal proletariado, eu sinceramente não sei o que é?

Essas pessoas, que me chamam de fascista de direita, disso, daquilo, não sabem que minha candidata no 1º turno era a Marina Silva, que não tem absolutamente nada de direita. Pelo contrário, esteve no Governo Lula, à frete do Ministério do Meio Ambiente, até que o nosso querido presidente Lula puxasse seu tapete!

Aliás, meu candidato na eleição de 2006 era o Cristovam Buarque, que também não tem nada de direita e foi um ótimo Ministro da Educação, no Governo Lula, até ser demitido por telefone. O Sr. Lula demitiu por telefone o cara que inventou o Bolsa Escola. Vocês entenderam bem isso?

E, antes que os direitistas venham me crucificar por ser um comunista enrustido, deixo claro: meu voto não é idealista, não é partidário, não é apaixonado. Meu voto é racional! Voto em quem acredito, independente do viés ideológico. Voto em quem tem propostas. Se o cara pisa na bola, perde meu voto.

O que uma minoria não entendeu é que eu fico tão nauseado com um governo populista que faz o Projeto Singapura para esconder a favela, quanto com um governo populista que ao invés de botar o povo para trabalhar e receber um salário decente, fica entupindo os cidadãos de bolsas sem contribuir para o desenvolvimento das regiões que habitam.

Falei em um post da minha repulsa ao Auxílio Reclusão, onde a família do preso ganha até R$798,30 por mês pelo simples fato de o chefe da família estar preso. Escrevi: "Nunca na História desse país, se deu tanto dinheiro para a família de criminosos." E logo vieram as críticas: "Sua opiniao, pelo o que entendi, é que a família do preso que se foda?" Não, minha cara, eu quero é que esse infeliz que cometeu algum crime trabalhe na cadeia (coisa que não fazia fora) para sustentar sua família. Não quero eu sustentar a família de bandido! Só isso.

Mais uma coisa de que me acusam é de ser PSDBista. Apesar do apelido, eu não tenho partido (como já disse antes). Mas vejo com pena aqueles que criticam o governo PSDB sem saber o que estão falando. Eu concordo que o PSDB é extremamente fraco no quesito Educação e concordo que a aprovação continuada é um câncer que deve ser extirpado. Também não defendo a honestidade dos integrantes. Nenhum partido que se alie ao DEM pode ter a ficha limpa! Aliás, nenhum partido tem a ficha limpa. Agora, tem coisas que as pessoas se esquecem ou não sabem. Comparem o Governo FHC com tudo o que vimos antes dele. O Lula só conseguiu desenvolver a economia do Brasil porque a inflação estava domada. Eu cresci vendo um preço de manhã cedo e outro no final da tarde. Eu já tive que comprar carne com ágio no mercado negro, no tempo do Sarney, que hoje é aliado do Lula.

E vem gente falando da privatização da Vale: a empresa passou de cabide de empregos mal administrada para uma das maiores empresas do mundo. Eram 15 mil empregos, agora são 55 mil. A produção aumentou de 35 milhões de toneladas por ano, para 165 milhões depois da privatização. Isso gera impostos. Agora, se quiserem criticar o valor da negociação e/ou onde esse dinheiro foi parar, aí sim acho justo! Tem que investigar!

Não estou aqui para ordenar como devem se portar ou pensar (mesmo porque não tenho esse poder), mas em primeiro lugar, me respeitem e não me acusem de coisas que não sabem. Isso é se igualar aos candidatos que criticamos tanto. Notem que nenhum comentário foi deletado e que eu publico tudo o que vocês escrevem. Em segundo lugar, ponderem, analisem, reflitam e não tratem política como futebol. Nesse caso, a paixão atrapalha, pois não conseguimos enxergar os defeitos dos nossos pares, só os dos nossos opositores.

Um abraço e continuem discutindo para evoluir.

50 comentários:

Dan disse...

Cara, hoje em dia, não é o governo que tenta suprimir nosso pensamento crítico. As pessoas fazem o trabalho sujo para eles. Olha só: você fala algumas verdades em um blog, e as pessoas já te chamam de isso ou daquilo. Será que tantos assim já entraram pra massa não-pensante, que segue cegamente aquilo que um líder ou partido diz ser verdade?! Ótimo post, Mestre Tucano.

C. A. disse...

Concordo em gênero, número e grau com seu texto.

As pessoas não percebem que fazer política vai muito além do que usar um adesivo de candidato A ou B no carro. De twittar que candidato A é isso, B aquilo, ou apenas usar o indicador no dia da eleição e etc.

Fazer política é se colocar crítica e conscientemente frente ao cotidiano político que nos é colocado.

Todo governo tem suas virtudes e seus defeitos.

Quando estou em sala de aula adoto a mesma postura que você, não tomo partido, apenas aponto amparado na história (minha área de formação) as trajetórias temporais de partidos e candidatos, as ingerências, falcatruas e também as qualidades.

ótimo texto

Abraços

notasolta disse...

Bom post!

Caps3000 disse...

Porra, Tucano, mandou bem, penso exatamente como você. Não aguento mais esses malditos esquerdopatas achando que a liberdade de opinião só vale pra eles e que quem é (por definição deles) da direita, da zelite tem que calar a boca e ouvir tudo quietinho. Primeiro porque nem todo mundo que eles acusam de ser de direita ou da elite realmente o são, segundo que eu não vejo nenhum problema em uma pessoa ser de direita. A questão é que a esquerda conseguiu, no Brasil, implantar um maniqueísmo de que a esquerda é boa e a direita é má.

BraMax disse...

Ótimo texto! Parabéns! Assino embaixo!

Ana Carolina Machado disse...

Concordo em partes com o que vc disse. Leciono História, ainda curso a faculdade, UNICAMP, e conheço muitos xiitas vermelhos e azuis. O grande problema é as pessoas pensarem em ideologia partidária. No Brasil não existe ideologia! Existe a vontade de manter-se no poder. No primeiro turno havia opções, neste não. Não concordo que o presidente Lula só conseguiu governar com a inflação domada pelo FHC, acho que ainda possuíamos problemas seríssimos na economia, que o governo Lula sanou. Tenho meus problemas como o FHC e o Lula, o primeiro é um sociólogo de pensamento dúbio, vale o que ele fez com o Serra esta eleição, e o segundo mais animou do que fez. Contudo, o maior problema, e sujo na minha opinião, foi que esse ano foi a "Campanha da Moralidade". Esta argumentação religiosa fez que todo o meu respeito pelos dois governos, e principalmente o tuucano, fosse aniquilado. Votei no Plínio e depois na Dilma, crítico, mas NUNCA suportaria ver alguém que diz que a Lei Anti-Homofobia é contra a liberade religiosa, tornasse presidente. Nossa situação é triste...

Guilherme Toll disse...

"...fica entupindo os cidadãos de bolsas sem contribuir para o desenvolvimento das regiões que habitam."
Tucano, pelo visto você desconhece a importância de programas assistencialistas, como o bolsa-família, para o desenvolvimento de um país pobre como o Brasil.
Recomendo fortemente que você leia este texto para entender como a bolsa-família contribui economicamente para o país: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20101002/not_imp618576,0.php

Eduardo disse...

Tucano, tens meu voto! hehehe
As pessoas tem que entender que o mundo não é maniqueísta. Se sou contra o PSDB, não significa que sou PTista, e vice-versa. Política não é futebol, onde se acha que o mundo é dividido entre flamenguistas e anti-flamenguistas, corintianos e anti-corintianos. Aliás, ao meu ver, o ideal é que se saiba quais os pontos fracos de todos os candidatos e assim escolher o menos pior.
p.s.:Quanto às privatizações é que ainda não conseguiram me convencer das vantagens, acho que fazem mais bem ao bolso do governante que privatiza do que ao futuro do país...

Luiz Chiaradia disse...

Direita e esquerda já morreu nesse país. Somos todos de centro que avaliam um candidato ou outro também centristas. Muito válida a opinião Tucano. :)

Mariolinha disse...

Tucano,
depois dessa análise fiquei mais fã ainda de você. Eu acompanhei essas eleições de perto (foi a primeira vez que eu votei) e vi o alguns jornalistas chamaram de "os 15 dias mais baixo da história das eleiçÕes". Eu sou pró um regime autoritarista em um país em que metade da população tem o QI de uma ameba paralítica, mas como o nosso regime é democrático, tenho o dever de honrar isso e tentar fazer a diferença por esse viés. Eu não tenho partido, muitos colegas do meu curso acham que eu sou anti-PT, se eu fosse n teria votado no Cristovam para senador, outros acham que sou tucana, mas na verdade eu não acho que votei no Serra, eu votei contra a Dilma (rs). Eu pretendia até votar na Marina, mas depois de um debate com ela que rolou na UnB eu mudei de idéia...

Eu acho que devo respeitar quem votou nela, apesar de muitos terem me desrespeitado por ter votado no Serra. O grande problema é que as pessoas não pesquisam a trajetória dos candidatos, o seu background, o vice deles. O que eu ouvi de teoria da conspiração relacionada ao PSDB caberia em um Nerdcast xD Eu como conspiróloga até dei crédito, mas é só dar uma lida em reportagens do governo FHC, fazer o mínimo de pesquisa que eu derrubei todas, mas as pessoas não acreditam, fazer o quê? Preferem se dizer revolucionários, que são de esquerda, que capitalismo é uma merda (mas adoram usar Nike, Adidas e comer no BK) e insistem nessa luta de classes como se estivéssemos em plena Revolução Francesa o_O ...

Agora vou ter que aguentar os milhares de rebeldes de uma universidade federal comemorando a vitória de Lula e Dilma :P Parabéns pra ela, espero que honre o povo brasileiro e cumpra o seu dever, porque eu não sei quanto aos intelectuais de esquerda da UnB, mas eu vou cobrar. Ano que vem me mudo pros Estados Unidos, mas vou continuar de olho, nào é porque as eleiçÕes passaram que eu vou dar sossego pra essa galera rs

Quem votou na oposição, quem votou nela e mesmo quem não votou, saiba: você tem o direito de cobrar. Não digo que é o seu dever, pois há quem não dê a mínima pra política por n motivos... No meu caso, parafraseando o Felipe Neto, eu gosto de políticA, ou que eu nÃo gosto é dos políticOS ;D

Bom, acho que já abusei muito do seu blog pra escrever minhas maluquices rs. Continue assim, Tucano! Vida longa e próspera! :)

disse...

Tucano, concordo 100% com tudo o q vc disse nesse post!!! E tenho certeza de q, quem te criticou ADORA viajar pro exterior e trazer notebook, perfumes, etc tentando burlar a alfândega, e evitar pagar impostos sobre esses produtos. E isso é só um exemplo da hipocrisia de quem se diz socialista e/ou comunista. Acho q temos q ser realistas, e encarar nossa sociedade como ela é!! Trabalho (e muito!!!!), e gosto de usufruir de uma vida confortável. Odeio injustiças, e ainda mais, odeio ter q pagar impostos e não ver NADA convertido em meu benefício, apenas convertido para bolsas sei lá o q!!! Mas vamos nessa, Brasil!!! A Dilma não vai mudar nadinha do q já temos por aqui!!

Freud Loco disse...

Olá. É a primeira vez que leio seu blog e gostei dos textos. Li de trás pra frente, o último parágrafo primeiro, depois o penúltimo e assim por diante. As pessoas criticam pelo fato que o ser humano é crítico, e isso é bom. A pelança é quando a alienação entra no jogo das ideias. Você recebeu muitas críticas infundadas de pessoas que geralmente querem defender seu emprego, seu auxílio ou sei lá o que. Isso também é bom. Vemos que ainda conseguimos pensar mais e melhor do que boa parte da população, mesmo não sendo donos da verdade (nunca seremos donos da verdade). Depois dessa alfinetada em alguns comentaristas de plantão, quero novamente elegiar o blog e sua coragem em escrever certas coisas certas. Tudo no Brasil está correndo para o lado do politicamente correto. Qualquer coisa é processo. Expressamos nossa opinião e pronto, somos réus, acusados por promotores de todas as comarcas, e nem sabemos quem são. Parabéns por explicar para algumas pessoas o quanto esse país sofreu e o que as pessoas já passaram para hoje muitos poderem comer.

Freud Loco disse...

Olá. É a primeira vez que leio seu blog e gostei dos textos. Li de trás pra frente, o último parágrafo primeiro, depois o penúltimo e assim por diante. As pessoas criticam pelo fato que o ser humano é crítico, e isso é bom. A pelança é quando a alienação entra no jogo das ideias. Você recebeu muitas críticas infundadas de pessoas que geralmente querem defender seu emprego, seu auxílio ou sei lá o que. Isso também é bom. Vemos que ainda conseguimos pensar mais e melhor do que boa parte da população, mesmo não sendo donos da verdade (nunca seremos donos da verdade). Depois dessa alfinetada em alguns comentaristas de plantão, quero novamente elegiar o blog e sua coragem em escrever certas coisas certas. Tudo no Brasil está correndo para o lado do politicamente correto. Qualquer coisa é processo. Expressamos nossa opinião e pronto, somos réus, acusados por promotores de todas as comarcas, e nem sabemos quem são. Parabéns por explicar para algumas pessoas o quanto esse país sofreu e o que as pessoas já passaram para hoje muitos poderem comer.

Anônimo disse...

Tucano, concordo com cada vigurla que você postou. Tem gente que defende o seu candidato e/ou partido cegamente, e ainda se recusam a acreditar quando esses fazem alguma merda lá no poder. Politica não é futebol, é isso ai!!

Parabéns pelo post Tucano!!
Abraços
Kazuo.

Fabio PL disse...

Vale lembrar que hoje a vale paga de impostos o mesmo que lucrava qd era administrada pelo governo. Isso significa alguma coisa!

Ana Paula disse...

Como é bom ver lucidez nas opiniões. Coisa raríssima hoje em dia. Mais fã ainda! Congrats!

Felipe Gall disse...

Bom post, concordo com várias coisas, e discordo de outras.

O problema na minha opinião é a generalização. Já que vivemos em plena democracia, o ideal era votar nos candidatos que melhor representam os nossos ideais, e respeitar o voto do próximo, pelo mesmo motivo.

Problema, commo supramencionado, é generalizar que todo esquerdista usa boina, camisa do Che e fuma maconha, e todo direitista usa terno e gravata e tem horror a pobre.

A grande verdade é que esquerda e direita não são mais claramente definidos, os partidos perderam a ideologia. Todo político pode ser progressista ou conservador conforme lhe convém.

O importante é analisar os dois lados da moeda e refletir sobre. Do contrário, é capaz de se exaltar até mesmo o nazismo contando apenas verdades, e omitindo atrocidades.

Uma última coisa, no que diz respeito às bolsas. Concordo que estão longe de serem a solução para o real problema, mas a curto prazo são necessárias. Porque, como disse Keynes, "À longo prazo todos estaremos mortos". Problema é que, para realmente resolver essa e muitas outras situações, tem que mexer nos interesses dos ricos e poderosos, e isso ninguém nunca ousou fazer.

Anônimo disse...

Parabéns pela clareza em expor seu entendimento.
É gratificante saber que há pessoas que se recusam ao torpor das utopias de ideologias que o tempo já mostrou serem insustentáveis. Vejo com grande decepção que tantos preferem se afogar na superficialidade e entram no jogo maniqueista, mesmo diante de um quadro político tão complexo.
Concordo com suas ponderações e deixo-as irretocáveis.

Ednaldo Moreira disse...

Um momento Jack, vc tá fazendo o mesmo que seus leitores do blog, generalizando. Você pegou todo mundo que nao concorda com o seu ponto de vista e colocando como fanáticos ideológicos.

No meu caso não é ideologia é uma questão de lógica, como foi confirmado por John Nash na teoria dos jogos, que diz que para maximizar os seus ganhos não é só tomar atitudes individuais, mas agir em prol do grupo. E por ganhos não é só o consumo material.

O que motivou essa discussão foi o seu Post, no qual você defende um ditadura formada por pessoas "esclarecidas", que eu leio como pessoas que são formalmente educadas e concluo que são pessoas que tem condições de pagar por essa educação. E nesse grupo está a patricinha consumista, o filhinho de papai que queima indio etc. Vc condenou com seu discurso somente quem não tem educação. Um idiota será um idiota independente do grau de instrução.

Existe um equivoco que muitas pessoas fazem em relação aos beneficios como bolsa familia, eles não chegam nem a 50% do salário minimo. E acham que isso é o suficiente para qe uma pessoa não queira trabalhar. Acredito que para uma pequena parcela da população, que nem chega 0.1%, seja verdade, mas acreditar que as pessoas da classe baixa e miseravel que existe nesse país seja formada por pessoas que não querem trabalhar beira a ingenuidade.

Que tal largarmos as discussões entre direita e esquerda e passarmos a discutir sobre justiça. Você acha que o Brasil é um país justo ? Que existe oportunidades para todos, independente de classe social ?

Jack disse...

Ednaldo, acho que você não entendeu nada do que eu escrevi. Você leu o post e entendeu tudo errado. Ou não leu o post inteiro.

Primeiro que eu não sou a favor de Tirania nenhuma. Isso porque a tal Tirania esclarecida que eu cito é uma "elite imune ao vírus da corrupção" e isso não existe! Sou racional e contra utopias. Socialismo é muito bonito, mas não existe de fato. Anarquismo é mais bonito ainda, mas me diga onde foi implantado com sucesso duradouro? Eu tenho os dois pés o chão e a realidade não me permite ficar sonhando com um mundo cor-de-rosa.

Então, me faz um favor, não me venha botar idéias nos meus pensamentos. Eu não disse que fazer faculdade ou pós-graduação é ter instrução. Isso o Brasil não vale mais nada. A educação vem da base, meu caro. E isso o povo brasileiro é carente. Por isso eu apoiava o Cristovam Buarque em 2006. Ele propunha uma revolução na Educação. Mas é lógico que ele não foi eleito. O povo não quer educação, que dinheiro no bolso. Vota em quem da mais dinheiro.

Em nenhum momento eu citei quem é a tal elite que deveria comandar o país. Você tirou de suas idéias que a elite é feita de patricinhas consumista e mauricinhos criminoso com dinheiro para pagar o ensino superior.

Caso você não saiba, o Maluf é engenheiro formado e extremamente inteligente. Não é por isso que eu vou querer ele governando o país.

E devo dizer mais, você é que é ingênuo achando que as pessoas querem trabalhar. As pessoas querem poder aquisitivo. Trabalhar é só um caminho para isso. Se tiver outra alternativa, com certeza irão optar por ela. Faça uma pesquisa por conta própria. Eu já fiz a minha.

E respondendo sua pergunta, eu não acho o Brasil um país justo. Não só por causa dos miseráveis, mas também porque eu trabalho pra caralho, pago todos os meus impostos e tenho que pagar plano de saúde, porque a saúde pública é uma merda. Tenho que pagar educação, porque o ensino público é uma merda. Tenho que pagar seguro para minha moto, porque a segurança publica é uma merda. Tenho que pagar previdência privada, porque a previdência social é uma merda. Isso, definitivamente, não é um país justo!

igorshevchenko disse...

Bom dia camarada Tucano. Gostaria de começar este post dizendo que o que foi escrito por você, me ajudou modificar uma ideia que tinha sobre você. Seus textos me faziam pensar que esta sempre encima do muro, agora vejo que não.
Não só em política deixo minha paixão idealista atrapalhar, mas leio muito, muito mesmo, discuto opiniões, ideias diferentes das minhas e assim vou “construindo minha pessoa”. Acho que só paramos de fazer isso quando morremos.
Sobre o que falou sobre o Chaves e o Lula, não discordo, vou ser apedrejado por falar isso, más é a minha opinião. Tem momentos que sim os fins justificam os meios. Não dá pra ver todo mundo “sugar” este país e ficar parado. Quero ver esta terra evoluir. Tenho uma vó paraibana e quando ela me falava de quando era criança fico de boca aberta. Não ter agua encanada, para minha pessoa é coisa de outro mundo. Não terminar o ensino básico é algo que eu não consigo imaginar. A coisa que mais gosto de fazer é aprender e sem saber ler isso ficaria muito restrito.
O que quero dizer é que não vejo um Brasil melhor com gente como FHC, Serra, Cesar Maia entre outros, gerenciando estas terras. O caso do mensalão foi um chute no saco, pois havia um sentimento na época que o PT era um partido incorruptível e vimos que não era bem assim. Você citou o DEM, eu digo mais, lembre-se que o PT se aliou ao PL, busque informações sobre este partido na Bahia.
Acho que os empresários devem estar a favor do Presidente da República. Isso ajuda muito no desenvolvimento da economia. A ideia é que quanto mais pessoas trabalharem, mais o Estado arrecada em impostos, logo tem mais verbas para aplicar na melhoria do País.
Por ter votado na Dilma, não significa que ela não possa errar, mas que fique claro que se errar, eu vou cobrar, pois que recebe meu voto não pode falhar.

Rui disse...

Porra, Tucano, nobre penta-campeão brasileiro!!! Finalmente algo em que nós concordamos!!!!!! O problema não é o indíviduo ser de esquerda. O Mal são os esquerdóides! Esses malucos vivem num mundo de fantasia e não se tocaram (ou não querem se tocar)que o comunismo fracassou, que o Muro de Berlim caiu! As regras do jogo mudaram e esses delirantes insistem em jogar com as regras antigas. Eles chegam ao cúmulo de colocar as ideologias ultrapassadas deles acima dos interesses do país. Para eles vale a pena apoiar regimes ditatoriais que oprimem suas populações de esses governos tratam os E.U.A. como o "Grande Satã". O lugar dos esquerdóides é num hospício. Ou o Brasil acaba com os esquerdóides ou os esquerdóides acabam com o Brasil. Eu sei que esse pensamento é radical, mas com esses caras não tem como negociar. Eles são cegos a qualquer coisa que destoe do mundinho de fantasia deles.

Picard disse...

Esse post foi legal, houve uma acalmada no tom, está bem mais diplomático ..rs..

Não sei se vc se referiu a mim, quando disse que te chamaram de capitão nascimento. Se foi, peço que volte ao comentário e repare que disse que 1 frase sua foi idêntica a dele. E 1 frase não transforma te transforma nele.
Na realidade eu que estou me comparando a ele, quando digo que mudei minha visão sobre como encarar o problema da violência e da corrupção e na minha opção política.

Acredito nas pessoas, acredito numa possível mudança da postura da sociedade sem necessidade extremismos da forma mais democrática possivel. Acho que seu voto na Marina e no Cristovão provam que no fundo vc pensa da mesma forma.

Há uma pequena contradição aí. Quando disse que votei no PSOL, me chamaste de esquerdista enrustido, riu da minha cara etc.. mas é engraçado como seu voto na Marina e no Cristovão não o tornam o mesmo...

No comentário seguinte expliquei que gosto de ouvir os DOIS LADOS. Não assumo ninguém como o Messias do Brasil (não acredito em herois)
Existem coisas no pensamento de esquerda e no de direita que me atraem e vejo o equilibrio entre os dois como o ideal para uma sociedade justa.

Admito que as vezes catuco nos meus comentários, mas o faço devido ao tom algumas vezes "áspero" de seus posts.
E vamos falar a verdade: Vc aponta erros nos governos tucano e petistas, consegue apontar varias qualidades do governo PSDB, mas acho que nunca te vi apontar 1 qualidade sequer do governo lulista. Me desculpa se eu estiver enganado, mas isso não lhe parece um pouco estranho?

Alguns números podem ser manipulados, o discurso da propaganda pode ser enganoso. Mas podemos dizer sim que o país avançou nos ultimos 8 anos, talvez a passos mais largos do que o avanço tucano.

Nesse post mesmo vc apontou o beneficio das privatizações.
Eu fui pras ruas protestar contra a privatização da Vale (acho que eficiencia administrativa um argumento fraco para a privatização de uma empresa tão estratégica). Ainda sou contra hoje, mas vejo com bons olhos a privatização das telecomunicações. Será que teriamos celular para todos e banda larga dissiminada no país com TELESP E TELERJ?... acho que não...

Enfim, embora vc tenha colocado todo mundo que discordou de vc no mesmo saco, o que é vantajoso, pois o isenta de responder qualquer crítica construtiva, acredito que uma coisa muito positiva sua é a disposição de publicar tais opiniões, permitindo aos leitores do seu blog total liberdade.

Isso mostra que vc não quer enfiar sua visão de mundo goela a baixo de todo mundo, o que é sensacional para um educador e essencial para a criação de um ambiente de discussão saudável sobre a política brasileira.

Parabéns


Abraços Fraternos
Picard

Picard disse...

Esse post foi legal, houve uma acalmada no tom, está bem mais diplomático ..rs..

Não sei se vc se referiu a mim, quando disse que te chamaram de capitão nascimento. Se foi, peço que volte ao comentário e repare que disse que 1 frase sua foi idêntica a dele. E 1 frase não transforma te transforma nele.
Na realidade eu que estou me comparando a ele, quando digo que mudei minha visão sobre como encarar o problema da violência e da corrupção e na minha opção política.

Acredito nas pessoas, acredito numa possível mudança da postura da sociedade sem necessidade extremismos da forma mais democrática possivel. Acho que seu voto na Marina e no Cristovão provam que no fundo vc pensa da mesma forma.

Há uma pequena contradição aí. Quando disse que votei no PSOL, me chamaste de esquerdista enrustido, riu da minha cara etc.. mas é engraçado como seu voto na Marina e no Cristovão não o tornam o mesmo...

No comentário seguinte expliquei que gosto de ouvir os DOIS LADOS. Não assumo ninguém como o Messias do Brasil (não acredito em herois)
Existem coisas no pensamento de esquerda e no de direita que me atraem e vejo o equilibrio entre os dois como o ideal para uma sociedade justa.

Admito que as vezes catuco nos meus comentários, mas o faço devido ao tom algumas vezes "áspero" de seus posts.
E vamos falar a verdade: Vc aponta erros nos governos tucano e petistas, consegue apontar varias qualidades do governo PSDB, mas acho que nunca te vi apontar 1 qualidade sequer do governo lulista. Me desculpa se eu estiver enganado, mas isso não lhe parece um pouco estranho?

Alguns números podem ser manipulados, o discurso da propaganda pode ser enganoso. Mas podemos dizer sim que o país avançou nos ultimos 8 anos, talvez a passos mais largos do que o avanço tucano.

Nesse post mesmo vc apontou o beneficio das privatizações.
Eu fui pras ruas protestar contra a privatização da Vale (acho que eficiencia administrativa um argumento fraco para a privatização de uma empresa tão estratégica). Ainda sou contra hoje, mas vejo com bons olhos a privatização das telecomunicações. Será que teriamos celular para todos e banda larga dissiminada no país com TELESP E TELERJ?... acho que não...

Enfim, embora vc tenha colocado todo mundo que discordou de vc no mesmo saco, o que é vantajoso, pois o isenta de responder qualquer crítica construtiva, acredito que uma coisa muito positiva sua é a disposição de publicar tais opiniões, permitindo aos leitores do seu blog total liberdade.

Isso mostra que vc não quer enfiar sua visão de mundo goela a baixo de todo mundo, o que é sensacional para um educador e essencial para a criação de um ambiente de discussão saudável sobre a política brasileira.

Parabéns


Abraços Fraternos
Picard

Picard disse...

Esse post foi legal, houve uma acalmada no tom, está bem mais diplomático ..rs..

Não sei se vc se referiu a mim, quando disse que te chamaram de capitão nascimento. Se foi, peço que volte ao comentário e repare que disse que 1 frase sua foi idêntica a dele. E 1 frase não transforma te transforma nele.
Na realidade eu que estou me comparando a ele, quando digo que mudei minha visão sobre como encarar o problema da violência e da corrupção e na minha opção política.

Acredito nas pessoas, acredito numa possível mudança da postura da sociedade sem necessidade extremismos da forma mais democrática possivel. Acho que seu voto na Marina e no Cristovão provam que no fundo vc pensa da mesma forma.

Há uma pequena contradição aí. Quando disse que votei no PSOL, me chamaste de esquerdista enrustido, riu da minha cara etc.. mas é engraçado como seu voto na Marina e no Cristovão não o tornam o mesmo...

No comentário seguinte expliquei que gosto de ouvir os DOIS LADOS. Não assumo ninguém como o Messias do Brasil (não acredito em herois)
Existem coisas no pensamento de esquerda e no de direita que me atraem e vejo o equilibrio entre os dois como o ideal para uma sociedade justa.

Admito que as vezes catuco nos meus comentários, mas o faço devido ao tom algumas vezes "áspero" de seus posts.
E vamos falar a verdade: Vc aponta erros nos governos tucano e petistas, consegue apontar varias qualidades do governo PSDB, mas acho que nunca te vi apontar 1 qualidade sequer do governo lulista. Me desculpa se eu estiver enganado, mas isso não lhe parece um pouco estranho?

Alguns números podem ser manipulados, o discurso da propaganda pode ser enganoso. Mas podemos dizer sim que o país avançou nos ultimos 8 anos, talvez a passos mais largos do que o avanço tucano.

Nesse post mesmo vc apontou o beneficio das privatizações.
Eu fui pras ruas protestar contra a privatização da Vale (acho que eficiencia administrativa um argumento fraco para a privatização de uma empresa tão estratégica). Ainda sou contra hoje, mas vejo com bons olhos a privatização das telecomunicações. Será que teriamos celular para todos e banda larga dissiminada no país com TELESP E TELERJ?... acho que não...

Enfim, embora vc tenha colocado todo mundo que discordou de vc no mesmo saco, o que é vantajoso, pois o isenta de responder qualquer crítica construtiva, acredito que uma coisa muito positiva sua é a disposição de publicar tais opiniões, permitindo aos leitores do seu blog total liberdade.

Isso mostra que vc não quer enfiar sua visão de mundo goela a baixo de todo mundo, o que é sensacional para um educador e essencial para a criação de um ambiente de discussão saudável sobre a política brasileira.

Parabéns


Abraços Fraternos
Picard

Richard disse...

Olá,

Legal seu post. Realmente quando tentamos ser ponderados, somos taxados de um lado ou de outro.

Tenho uma observação a fazer. Quando você diz "fica entupindo os cidadãos de bolsas sem contribuir para o desenvolvimento das regiões que habitam." eu discordo se o assunto for bolsa-família. Estudos nacionais e internacionais tratam o esse programa como sucesso justamente por mudar a realidade das mais favorecidas pelo mesmo. Outro estudo que está sendo finalizado aponta que nas regiões onde a população é mais beneficiada houve aumento significativo do emprego. E isso vai contra a tese que diz que o programa torna a população preguiçosa.

Espero ter contribuído com mais informações para que você continue sendo ponderado e realista como no post em questão.

Até mais

Nando disse...

O problema do bolsa-família, na minha opinião, é que além de ser um programa de forte apelo eleitoreiro ele não é sustentável e em algum momento ele teria que ser interrompido. Isso não vai ser fácil de realizar e não vejo o governo (nem a oposição, infelizmente) com propostas e preparações para dar fim ao programa, apenas promessas de mais e mais pra agradar a maioria.

Na verdade, o grande problema que vejo no governo Lula e que realmente me incomoda é essa incapacidade deles reduzirem os gastos insustentáveis do estado como se o fluxo de entrada não tivesse fim. Isso tudo tem um preço.

Programas assistencialistas são bons em resolver um problema localizado de imediato, mas é um tratamento que quando mantido por muito tempo começa a gerar outros problemas ainda maiores.

Cristiane Siqueira disse...

(Aplausos virtuais) - Não que sejam necessários.
Hoje em dia, a juventude está muito mais "hipócrita" do que nossos próprios pais, de quem tanto falávamos frases prontas como - "vcs fingem que não vêem nada que acontece no pais"; "vcs não lutam e desistem muito facilmente" - estamos nos provando mais covardes e egoistas do que qualquer geração anterior. Julgamos sem conhecer, analisamos temas que não estudamos, votamos sem pesquisar, nossos ideiais políticos são limitados e "midializados". Estou falando na primeira pessoa do singular porque não me sinto maior ou melhor do que ninguem. Tento fazer minha parte sim, voto em quem acredito, ouço e leio sobre o que me acrescenta, entro na internet para muito mais do que twitter, msn e orkut. Entro para me politizar. Vou ser bem sincera, a vontade que tenho hoje nesse país, é de largar tudo e fazer minha vida em outro lugar, que seja em um país pior do que o nosso na América do Sul, pelo menos não preciso passar pela vergonha diária de viver nesse Brasil "intelectualmente subdesenvolvido".
Admiro suas palavras e principalmente coragem, pois é professor universitário. Quando criamos um blog na internet, nos fazemos ser ouvidos, lidos, entendidos, viramos referência mesmo que para o universo reduzido de nossos amigos. Você é professor, tem uma cabeça extraordinária e coragem de admitir seus posicionamentos, admiro muito sua competência e parcialidade até mesmo para emitir sua opinião.
Seu blog, seus temas e suas palavras estão todas de parabéns.
Continue, por favor, acrescentando conteúdo à minha vida, serei eternamente grata!

Bjs! (crisglebrasil.blogspot.com)

Stack disse...

Muuuuuuuuuuito obrigado por me mostrar que existe mais alguém que pensa como eu!!!

e, só esclarecendo, vc, que trabalha 10~12h/dia é SIM Elite. Proletariado trabalha 8h por dia, e enche o saco do patrão quando precisa ficar 15 minutos a mais.

igorshevchenko disse...

http://divulgacao.tse.gov.br

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL
Eleições 2010
Divulgação de Resultados

Rosangela Silva disse...

Como disse Nelson Rodrigues: "Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem." Ótimo texto! Concordo em tudo! Vou share! Aliás, bem q podias colocar uma opção de compartilhar aki, neh? Bjo bjo!!

Felippe Stellet disse...

Graaande Tucano
primeira vez q escrevo aqui então ainda sou um idiota meio q "encantado" auhauauah e tenho muita coisa pra falar
Tu é o cara q mais me identifico dos participantes do Nerdcast, principalmente por afirmar "EU NÃO SOU NERD" auhauha, me parece q te convenceram q vc era, apesar de eu discordar q vc seja, mas quanto a mim, tenho certeza, EU NÃO SOU NERD hehe.
ao q importa...
no Nerdcast sobre Tropa de Elite percebi um comportamento muito bobo dos demais participantes, vc foi o unico que teve uma opinião que admirei, bem parecida com a minha, mas nesse de Cuba... pqp falaram muita merda! Você viajou falando dos Iphones e o Azagál foi pior ainda dizendo que "educação e saúde" que é o q eles tem em Cuba, são "só". O erro comum dos críticos de Cuba é esquecer que ali é uma ilhazinha de merda, com pouquíssimo potencial economico, que deveriam ser comparados não às grandes nações que se construiram colonizando ou fazendo guerras e sim a nações de merda como Angola, Haiti etc.
Discordo de muita coisa que você falou no post cara, principalmente ao dizer q a luta de classes não existe, ou é algo ultrapassado, enfim
A luta de classes é clara e evidente até nos dias de hj, por vc ter afirmado que não, até me perguntei, vc já leu Marx? e veja bem...não to falando de ler pessoas q falaram dele, ler os livros e manifestos dele mesmo, tu já leu? Porque lendo Marx agente percebe que o q o cara disse é evidente até hj, ou vc acredita q não exitem 3 classes distintas, entre grana e costumes na sociedade, tendo ainda as subdivisões da classe media? Não sou fanzoca de Marx, admiro o cara pacaralho, mas ainda discordo de algumas coisas que ele disse.
Quem é pobre luta pra um dia ser classe media ou os mais sonhadores, acham até q podem ser classe alta, a classe media odeia a pobre e sonha em ser alta, e a alta odeia e quer distancia de ambas, não é assim q funciona? Por favor me explique o q acontece então...?Ainda de Marx pode-se dizer do q ele falou q aconteceria com o capitalismo, q atravessaria grandes crises, mas que estas não seriam capazes de derruba-lo, este se recuperaria e se manteria no poder, que é exatamente o momento que estamos vivendo, se fosse alguma religião até se aproveitaria para dizer q ele fez previsões do futuro, q era um profeta! uhuahuhauh

O que acontece com muitos, e que acredito q seja o seu caso, é que conhece a esquerda mais pelo comportamento dos esquerdistas do que pelo que a esquerda propõe mesmo. A esquerda propõe um desenvolvimento interno (saúde, educação, moradia, saneamento etc) pra que opsteriormente haja um desenvolvimento externo, o capitalismo propõe o desenvolvimento externo e acha que o desenvolvimento interno "acompanhará a meré" na minha opinião isso é besteira, afinal é isso que percebemos acontecer aqui no Brasil?

Ao perceber que você é mais um dos muitos que acredita q o mundo simplesmente não pode melhorar, o que acho até engraçado, porque me parece que para vocês, existe uma força maligna q sobrenatural que impede que as coisas melhorem, uahauha e não é bem assim. Se é uma merda é porque nós seres humanos fazemos com que seja uma merda, sendo assim nós tambem temos a capacidade de fazer melhor, e q na verdade fazemos, por mais merda q seja o mundo agora, já foi muito muito pior. E tenho certeza q a tempos atrás tambem existiam as pessoas que achavam que um negro ou uma mulher NUNCA seria presidentes, que o preconceito contra homossexuais nunca seria diminuido em direção a seu quase fim, que escravidão dos negros nunca acabaria etc etc. As coisas são compicadas, demoram pra acontecer, mas acontecem, num processo trabalhoso e tão lento que se torna quase impeceptível, o mundo muda!

Nerdcast é foda, Clube da Luta é foda, tu é foda!
abraços

Felippe Stellet disse...

Graaande Tucano
primeira vez q escrevo aqui então ainda sou um idiota meio q "encantado" auhauauah e tenho muita coisa pra falar
Tu é o cara q mais me identifico dos participantes do Nerdcast, principalmente por afirmar "EU NÃO SOU NERD" auhauha, me parece q te convenceram q vc era, apesar de eu discordar q vc seja, mas quanto a mim, tenho certeza, EU NÃO SOU NERD hehe.
ao q importa...
no Nerdcast sobre Tropa de Elite percebi um comportamento muito bobo dos demais participantes, vc foi o unico que teve uma opinião que admirei, bem parecida com a minha, mas nesse de Cuba... pqp falaram muita merda! Você viajou falando dos Iphones e o Azagál foi pior ainda dizendo que "educação e saúde" que é o q eles tem em Cuba, são "só". O erro comum dos críticos de Cuba é esquecer que ali é uma ilhazinha de merda, com pouquíssimo potencial economico, que deveriam ser comparados não às grandes nações que se construiram colonizando ou fazendo guerras e sim a nações de merda como Angola, Haiti etc.
Discordo de muita coisa que você falou no post cara, principalmente ao dizer q a luta de classes não existe, ou é algo ultrapassado, enfim
A luta de classes é clara e evidente até nos dias de hj, por vc ter afirmado que não, até me perguntei, vc já leu Marx? e veja bem...não to falando de ler pessoas q falaram dele, ler os livros e manifestos dele mesmo, tu já leu? Porque lendo Marx agente percebe que o q o cara disse é evidente até hj, ou vc acredita q não exitem 3 classes distintas, entre grana e costumes na sociedade, tendo ainda as subdivisões da classe media? Não sou fanzoca de Marx, admiro o cara pacaralho, mas ainda discordo de algumas coisas que ele disse.
Quem é pobre luta pra um dia ser classe media ou os mais sonhadores, acham até q podem ser classe alta, a classe media odeia a pobre e sonha em ser alta, e a alta odeia e quer distancia de ambas, não é assim q funciona? Por favor me explique o q acontece então...?Ainda de Marx pode-se dizer do q ele falou q aconteceria com o capitalismo, q atravessaria grandes crises, mas que estas não seriam capazes de derruba-lo, este se recuperaria e se manteria no poder, que é exatamente o momento que estamos vivendo, se fosse alguma religião até se aproveitaria para dizer q ele fez previsões do futuro, q era um profeta! uhuahuhauh

Felippe Stellet disse...

continuando...

O que acontece com muitos, e que acredito q seja o seu caso, é que conhece a esquerda mais pelo comportamento dos esquerdistas do que pelo que a esquerda propõe mesmo. A esquerda propõe um desenvolvimento interno (saúde, educação, moradia, saneamento etc) pra que opsteriormente haja um desenvolvimento externo, o capitalismo propõe o desenvolvimento externo e acha que o desenvolvimento interno "acompanhará a meré" na minha opinião isso é besteira, afinal é isso que percebemos acontecer aqui no Brasil?

Ao perceber que você é mais um dos muitos que acredita q o mundo simplesmente não pode melhorar, o que acho até engraçado, porque me parece que para vocês, existe uma força maligna q sobrenatural que impede que as coisas melhorem, uahauha e não é bem assim. Se é uma merda é porque nós seres humanos fazemos com que seja uma merda, sendo assim nós tambem temos a capacidade de fazer melhor, e q na verdade fazemos, por mais merda q seja o mundo agora, já foi muito muito pior. E tenho certeza q a tempos atrás tambem existiam as pessoas que achavam que um negro ou uma mulher NUNCA seria presidentes, que o preconceito contra homossexuais nunca seria diminuido em direção a seu quase fim, que escravidão dos negros nunca acabaria etc etc. As coisas são compicadas, demoram pra acontecer, mas acontecem, num processo trabalhoso e tão lento que se torna quase impeceptível, o mundo muda!

Nerdcast é foda, Clube da Luta é foda, tu é foda!
abraços

Rafael RJ 28 disse...

Ponto de vista interessante.

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2010/11/06/antropologo-ataque-a-nordeste-e-desqualificacao-do-voto-do-pobre/

Opnião de um pensador, filósofo - Não que isso o torne dono da verdade. Mas como é um pesquisador, vale a pena ouvi-lo. Concorde ou discorde, mas faça isso de forma construtiva.

André disse...

Poxa Tucano, muito bacanas suas idéias cara. Parei 5 minutos pra ler seus ultimos 5 posts e achei muito legais. Só fico um pouco chateado, pois tudo isso me leva a creer que a corrupção perpetuará por muitos anos, porque sem educação nada muda. E mesmo que começassemos a mudar o sistema educacional hoje, ainda levariamos vários anos para corrigir todo o sistema, além do que, qual partido político tem essa vontade?
um abraço

Renam disse...

Primeiro, parabéns pelo blog e pelo texto.

Quero comentar uma passagem do seu texto. Sem torcidas irracionais; bandeira branca, ok? Assim, o comentário é feito com perguntas.

"[...]ao invés de botar o povo para trabalhar e receber um salário decente, fica entupindo os cidadãos de bolsas sem contribuir para o desenvolvimento das regiões que habitam."

As indagações que seguem são feitas sob o prisma da região que proporcionalmente mais utiliza os recursos, o Nordeste (http://lucianosiqueira.blogspot.com/2007/08/bolsa-famlia-aumentou-18.html). Como é que faz para botar o povo (com fome) para trabalhar onde não tem emprego, onde a seca assola, onde não tem investimento porque não tem mercado consumidor que atraia o investimento? Abrindo empresa pública? Ou financiando empresas com incentivos bolsa empresa? Como explicar o crescimento maior da economia nordestina com um povo entupido de bolsa-qualquer-coisa que não é colocado para trabalhar?

Suzana disse...

Gostei do post ^^ rsrsrs e afirmo para os xiitas azuis sou professora da rede estadual de SP não se iludãoooooooooo pelo amor de Deussss, dois professores na primeira serie não ecxiste.....E os vermelhos acreditem, distribuir bolsas a torto e direito não é o melhor, afinal tenho alunas em projetos sociais que os pais tão poucos ligando pra elas mas na hora de receber os auxilios no nome dos filhos são os primeiros da fila...

Ono disse...

Eu acredito que um dos pontos neste debate, os auxílios em forma de Bolsa (ou quotas, ou qualquer similar), são ferrenhamente defendidos porque superficialmente são contribuições positivas - você está aumentando o poder de consumo, não? - mas possuem consequências insidiosas a longo termo.

Como disse Willam Easterly, professor de ciências econômicas da NYU: "Se um cirurgião vai me operar, não estou interessado nas suas boas intenções - espero que ele não tenha más intenções, mas estou muito mais preocupado com o fato dele saber realmente o que está fazendo ou não."

Querer ajudar não é desculpa para não saber, ou não julgar corretamente, as consequências do que está fazendo. Ou, como diria minha avó: 'De boas intenções o inferno está cheio.'

Roud Volf disse...

Acho que o Brasil precisa de mais pessoas como você o Bluehand e eu que "na verdade odeiam todo mundo" como você comentou no Nerdcast de Ditadura Militar.

Divulgar partidarismo em uma academia é torpe e baixo como fazer boca de urna. É se aproveitar da posição de educador para implantar uma idéia na ignorância de quem pretende evoluir.

Sou servidor público e no meu dia-a-dia convivo com o cabideiro político que se tornou os órgãos públicos, com chefes que não entendem nada sobre o que seu órgão trabalha.

Acredito que essa eleição serviu muito mais para mostrar como o Brasil está confuso com suas ideologias políticas e para mostrar que precisamos de uma nova forma de pensar em como levarmos nossa honorável Nação para frente.

No mais, todas as congratulações pelo blog! Ele é fantástico!

Renam disse...

"Eu acredito que um dos pontos neste debate, os auxílios em forma de Bolsa (ou quotas, ou qualquer similar), são ferrenhamente defendidos porque superficialmente são contribuições positivas - você está aumentando o poder de consumo, não? - mas possuem consequências insidiosas a longo termo."

Seria interessante continuar este diálogo que você propõe. Gostaria de saber quais são as "consequências insidiosas a longo termo"?

Ricardão disse...

Olá Tucano!!

Antes de qualquer coisa, nunca sei se devo referir a você como Tucano ou Jack. Um dia descubro.
Acho seus comentários inspiradores e muitas vezes hilários. Até por isso que gosto muito de ler os teus artigos no seu blog.
Achei muito propício o seu ultimo artigo. Acredito que você sofre com o mesmo tipo com que trombamos pela vida, aqueles tipinhos que saem com o "discurso dos intelectuais de esquerda", mas só consome o que vêem no seu Mac de 20 mil reais.
Antes de paus e pedras me explico:
Uma vez, no trabalho, falei que sou contra a política de desarmamento no país. Sou a favor exatamente do contrário: O armamento da população.
Pronto! Deu-se a treta. Uns (umas) colegas de trabalho me chamaram de fascista, nazista, porco direitista e mais outros impropérios.
Engraçado, pois anteriormente à revolução russa, foi exatamente o que aconteceu por lá. Coincidência?
Acho que não...
O pior, os caras que me censuraram só por expressar a minha opinião, são os que usam Nike, bebem RedBull com Gold Labbel e usam uma camiseta com a figura do "bigode" olhando para o horizonte e cursaram faculdade pública e depois pagam tubos de dinheiro pra fazer um MBA...
O que acontece com as faculdades hoje? Transformam os alunos em idiotas com consciência social?
Eu só estudei em escolas do governo, fiz o segundo grau no supletivo, e cursei técnico no Senai.
Ainda assim me considero politizado.
Por que não posso dar a minha opinião?
A repressão não está presente nas ditaduras? Quer fossem socialistas, comunistas, nazistas ou mesmo teocráticas?
Reprimir por si só é um ato de intolerância! Então pseudo socialistas, não ofendam a minha inteligência!
Sou da classe operária e não preciso de esmolas do governo, mas também não quero que o governo se intrometa se eu posso ou não me defender em minha própria casa.

Abraço Tucano(Jack), Valeu por expressar a sua opnião! Viva a democracia!

Valente :D disse...

Seu Fascista reacionário. Não acredito que li tudo isso =[
Para de se defender e vá a luta.

Feliz Natal de direita pra você e um ano Novo alienado a todos Cap. Nascimento :D

jovem com inclinação socialista disse: disse...

ow,só tem texto n tem imagem nesse blog ou eh o ceite?

Claudia Mi disse...

O povo brasileiro não é criado para entender sobre política, é muito mais fácil manipular um país ignorante... Votam no quesito simpatia e diversão... Esta parecendo desfile de escola de samba.

Texto maravilhoso Tucano!!! Te amo brother!!! <3

Tyler Durden disse...

O que tem em comum a auto-declarada esquerda e os fanáticos religiosos? Além de não aceitarem opiniões diferentes das suas, fazem de tudo pra ridicularizar, acusar, reprimir e destruir os que não seguem sua conga.

Paulo Ricardo disse...

Cara, concordo com boa parte do que você falou nesse post! Todo mundo ADORA ser partidário PRINCIPALMENTE na época da eleição. Sai com bonezinho do PT estilo Che Guevara, coloca adesivo, sai na rua brigando por causa de candidato...E achando tudo isso muito bonito. O engraçado que todas essas pessoas passam o ano CAGANDO pra o que acontece no pais!
Nunca fui partidário e odeio política. Mas, gostei do governo Lula pois, apesar das inúmeras besteiras que ele vomitou na mídia e das duvidosas coligações que foram feitas, ele fez um bom governo SIM.
Concordo com você... O Lula pegou a economia andando depois do governo FHC e aproveitou o barco!ISSO É RUIM? Devíamos todos bater palmas porque alguém, apesar de toda a merda que rola na política, conseguiu colocar o país pra frente mesmo que a passos de tartaruga! Se A ou B queria o candidato da oposição e não ganhou, pena! Mas o que não dá é ficar boicotando o governo, mesmo que por pensamento. Vamos encarar a realidade, a qual você também citou no seu post, todo governo tem rabo preso, sempre irá existir político corrupto e que fala mais do que pode cumprir! Isso é política básica! É como sempre se ganhou eleição no tempo de nossos pais e vai ser assim que nossos filhos irão votar! Não sou petista, não sou partidário até porque, como eu falei, odeio política. Mas, todo mundo tem o direito de expressar sua opinião.
Acho que a maior lição, não é só ter consciência, é saber reclamar! Botar a boca no trombone, xingar e cobrar o que seu candidato prometeu! E LEMBRAR DISSO! Se o seu candidato só fez besteira em todo o mandato, se lembre disso na próxima eleição! Não vote mais nele!
Parabenizo o editor do post... Mais pessoas tem que fazer o que você faz! Falar mermo e ter a humildade de debater com opiniões controversas!
Favoritado TOTAL!

Jorge Dondeo disse...

Entende bem seu ponto, mas se você sofre por não ser esquerdista (não entendi bem sua posição, mas tudo bem), imagine eu, que sou um Conservador Católico assumido, o que tenho que ouvir de piada, deboche e humilhação, você não faz idéia, e olha que tudo isso nem vem de esquerdistas extremados, pois esses nem sequer me olham, vem de pessoas ditas moderadas.

Anônimo disse...

o negocio das privatizações é o seguinte: o Brasil tava fudido, sem grana pra nada, então era necessário fazer dinheiro e diminuir os gastos para conseguirmos nos manter. E devido ao nosso desespero de vender as empresas e pegar o dinheiro, o preço diminui e além disso as estatais eram horrorosas na época e isso diminui o valor delas, e apesar do grande potencial, o valor da compra não podia ser tão grande pois, era necessário que houvessem altos investimentos.
Portanto acho que o preço pelo qual as estatais foram vendidas não são
tão ruins como dizem, apesar de serem ridículos comparados ao preço de mercado atual de várias dessas empresas.

Rebeca disse...

Uau. Clap clap clap.
Compartilho do seu pensamento e sou igualmente criticada.
Belo ponto de vista.

 
Clicky Web Analytics