quarta-feira, 1 de julho de 2009

Sr P: O que é o Nerd?

Sr P,

parte dessa sua teoria de ninguém saber exatamente o que é o nerd eu tentei explicar AQUI, mas pouca gente entendeu exatamente o que eu quis dizer. Talvez por falta de habilidade minha, quem leu achou que era um manifesto de pura exaltação aos Nerds. Vou ser mais direto para ver se fica mais claro:

Nerd é um cara de óculos, geralmente bom aluno (sobretudo em ciências e matemática), que é excluído pela maioria, que ajuda a gostosa a estudar e vê ela saindo com o fortão, que não joga futebol (no máximo é goleiro) e que só sabe falar de SDA, SW e Programação. O Nerd não tem vida social, joga RPG. O Nerd não tem relacionamentos, entra para clubinhos. O Nerd é o cara legal das comédias românticas dos anos 80, excluindo o Ferris Builler.

Acontece que hoje em dia é cool ser nerd e muita gente se denomina nerd por gostar de uma coisa ou outra (ou várias coisas) de Nerd. O problema é que os "Nerds" se apossaram de várias coisas. Por exemplo, Twitter é coisa de Nerd? Blog é coisa de Nerd? Eu não acho. Acho que a internet deixou de ser coisa de gênio da informática há muito tempo. Acho que ver bons filmes, ler bons livros ou ouvir um pod cast não é coisa exclusiva de Nerd.

O que, na minha opinião, difere o Nerd, é a prioridade. Eu gosto de Star Wars, mas não trocaria uma balada por uma maratona Star Wars na Fox. Eu não deixaria de ir para um final de semana em Maresias, assistir o Super Surf para ir à Campus Party. Aliás, eu nunca iria à Campus Party! Aliás, eu não sou Nerd. Nem um Nerd em negação! Apenas gosto de algumas coisas que os Nerd tomaram para si!

Chamar essa mulecada Naruto de Nerd é a mesma coisa que chamar Emo de Hardcore. Talvez eles tenham saido da mesma semente, mas definitivamente não são a mesma coisa.

Abraço.

25 comentários:

yuri disse...

Quem é o Sr. P ?
=D

Léo disse...

Concordo com tudo que você disse, mas a maioria dessas pessoas além de não ser nerd é tonto, porque fica correndo atrás desse hype q é ser "nerd" e coloco entre aspas pq só tenho pena de quem fica correndo atras de um estereótipo, sendo q provavelmente zoa o cara q é realmente nerd.

Anand disse...

Concordo 100% contigo.

Renato disse...

O que você citou é o DORK, um tipo de nerd, NÃO EXISTEM pessoas iguais nem que sejam gemeos univitelinos; o nerd é alguém criativo, curioso que presta atenção nos detalhes e como funcionam as coisas ao seu redor, a pessoa pode muito bem ser nerd e ser "cool", nunca vi ninguém trocar ir para uma balada para assistir Star Wars sem ser em reportagens sensacionalistas, se você não se identifica com o clássico estereótipo como eu também, não precisa reafirmar a formação de um estereótipo, nunca joguei RPG (acho que a maioria é coisa de babaca, inclusive sacaneava no tempo de escola os dorks que jogavam embaixo da escada…), mas faço faculdade de sistemas de informação, tenho noções de eletrônica, gosto de livros de fantasia, podcasts, filmes, rock, e acima de tudo, gosto de mulher, ser nerd não é deixar de gostar de mulher…é ser alguém criativo, a pessoa não precisa deixar de ser "cool" e nem precisa ser babaca…

Jack disse...

Valeu pela dica Yuri. Já está corrigido! Sr P é um Nerd que comentou um comentário meu no Jovem Nerd.

Renato, não sei se na gringa a gíria Dork é mais antiga do que Nerd. Eu sei é que nos filmes dos anos 80, esse estereótipo era chamado de Nerd.

Assim como Punk é um cara anarquista, que não toma banho, toca guitarra muito mau e porcamente e usa cabelo moicano. Qualquer coisa fora disso, não é punk.

É lógico que, o nerd pode não ter problema de miopia, ou não ser muito bom com matemática, mas o descrição generalista do nerd é essa. O punk pode ter cabelo tipo satélite e tocar baixo, mas é apenas uma descrição generalista.

Quanto a ser cool, desculpe se eu usei o termo errado. Hype seria o termo correto. Os seja, virou moda ser Nerd!

Picard disse...

Ei Tucano,
Estou entendendo esse seu esforço em descolar sua imagem à imagem do nerd tradicional. Mas acho que vc não precisa disso porque as já pessoa sacaram que tipo de pessoa vc é.

Essa discussão tá ficando muito adolescente, do tipo: "sou um car cool, popular, portanto não quero que se espalhe por aí o boato de que sou nerd". Desnecessário.

Cara vc é uma pessoa que além de muitas outras coisas é nerd e não somente nerd. Sua vida não se resume a isso. Simples assim. Se não vc não teria tantos amigos assumidamente nerds. Afinal os caras cool/populares são históricos seus antagonistas.. e isso definitivamente vc não é.

Não precisa ter vergonha de adimitir que tem uma porcentagem nerd em vc..e umaporcentagem alta. 50, ou 70%?

Eu sou parecido como cara do comentário acima. Acho RPG uma droga, não iria a Campus Party nem que me pagassem, não gosto de SDA e não trabalho com informática. Mas a maioria dos meus amigos pe Nerd e temos assunto pra papear durante dias sem parar, ou seja, eu tenho uma grande parte nerd dentro de mim, mesmo que seja difícil de adimitir.

Abraços

João Ricardo disse...

Eu acho que NERD é uma medida e não mais um comportamento, todos somos nerds, o que o rotulará se você é um, ou não, é o meio em que se vive. Pode-se ser NERD independendo o quão se sabe de Sr. dos Anéis ou instalar uma rede caseira ponto-a-ponto. Tenho amigos que jogam bola comigo, para eles eu sou um NERD, pois falo sobre o estranho mundo da internet e vibrei com Watchmen, que por sinal eles não fazem idéia do que é isso. Pra outros amigos que gostam de jogar em rede, têm blogs, jogam RPG e analisam filme, ao invés de assistí-lo, eu sou um DESCOLADÃO, pois vou a festas, tenho mulher, toco numa banda de pop-rock e pratico esportes.

Acredito que todos temos um pé na "nerdice".

Carlos disse...

Ja deu pra entender que vc esta se esforçando pra deixar claro que pegou os gostos ´bons´ dos nerds mas não as coisas ´ruins´/´anormais´(como não ir numa balada, segundo seu exemplo ). Isso então , faz de você uma pessoa ´normal´
Não se preocupe, todo mundo ja entendeu que vc não é ´nerd´

Jack disse...

Hahahaha o tema principal do post é a vulgarização (ou utilização sem nexo) do termo Nerd. Que eu não sou Nerd, eu já sei. O problema é todo mundo dizer fulano é nerd, eu sou nerd, apenas porque é moda.

Aliás, o tema poderia ser: Sr X: o que é Hardcore? Porque acho muito mais irritante falar que Emo é Hardcore melódico do que me chamarem de Nerd. O tema surgiu desse jeito porque a maioria dos visitantes do Blog são ou se intitulam Nerds.

Abraços a todos.

Roberto disse...

Muitas pessoas me chamam de Nerd, mas eu acho que não sou e também não sei se sou!
Eu não gosto de estudar, não gosto de RPG, não gosto de Star Wars e de tantas outras coisas.
Mas gosto de ficção, gosto de ler bons livros, gosto de filmes que ninguém gosta com mensagens legais, gosto de filmes pipoca, gosto de ler HQs, gosto de ler revistas interessantes, gosto de visitar blogs que tragam algum conteúdo relevante para mim, gosto da internet, gosto de escutar podcasts e de fazer tantas outras coisas que os nerds fazem.

Portanto não sou nerd, apenas tenho bom gosto! Assim como a maioria que se intitula nerd hoje em dia!

Wade disse...

Na minha opinião, um grande problema também é que os filmes que outrora só os nerds gostavam hoje em dia são 'cults', daí vem toda essa leva de pseudo-nerds que intitulam-se nerds por gostar do filme X ou Y.

Eu nunca precisei bater no peito e berrar aos 4 ventos que sou um nerd para ter certeza de que sempre fui um. Como toda moda, essa também é passageira.

Anônimo disse...

Tucano, assunto off topic:
a gripe suína é o vírus dos 12 macacos.

The Gunslinger disse...

Eu fui a Campus Party :D

Hehehe... e trocaria uma noite de balada para ver maratona de Star Wars. Sou muito caseiro.

Fabiano Sampaio disse...

Olha, eu não li todas as respostas ainda, então vou primeiro fazer meu comentário e depois, se necessário, complementar.

Eu percebi que as pessoas chamam de nerd qualquer um que simplesmente se dedique a algum assunto, ou que saiba por em dúvida o que o outro tem como opinião (que é uma perspectiva normalmente subjetiva)com alguma informação de conhecimento (portanto, objetiva do que a coisa é).
Assim, seria nerd qualquer um que seja capaz de fazer inferência com base em fundamento do que a coisa é, contra o que acham que a coisa é.
Por isso surgiu o termo também de um modo perjorativo: qualquer um que sempre soubesse explicar mais do que o "achismo universal" é "aquele nerd" (dito com raiva até).

Só que agora os nerds se tornam "bacanas" porque é um modo de você se mostrar conhecedor de alguma coisa. Então "aquele nerd sabe mesmo das coisas. É a ele que temos de perguntar". Tanto mais nessa possibilidade de você ficar conhecido pelo que diz.

Só tem um problema: será que esses que assumem o título pra si conhecem mesmo do que estão falando?

Que equivale a perguntar: "são mesmo nerds como dizem que são?"

Só que outra pergunta fundamental (portanto anterioa àquela) surge: "É realmente um nerd alguém que conhece aquilo do que fala?"

Porque se for esse o caso, qualquer estudioso é nerd. Será mesmo?

Me recuso a assumir o título de nerd porque me dedico a algum assunto, ou vários assuntos.

Procurar saber das coisas para além da minha opinião (meu achismo) é minha obrigação.
Não é a de todos?

Nachsieben disse...

Me vejo como um nerd. Me considero sem ter a típica "cara de nerd" (apesar de usar óculos), mas te digo, nunca fui a uma balada (e troco qq programa que envolva multidoes por StarWars), assim como troco uma ida a praia por video game. Nunca joguei uma campanha de RPG, ficando limitado a umas 3 sessões de algum sistema ou outro.
A questão toda é que culturalmente existe a necessidade de rótulos, estereótipos e uso de preconceitos. Não é um aspecto 100% negativo, pois visam tornar a vida mais simples.
Assim como uma pessoa pode assumir diversos papéis, como chefe, pai, jornalista, "amigo", ela pode pertencer a mais de um grupo (nerd, cool, surfista, sei lá) ou receber mais de um rótulo simultaneamente.

Joaquim disse...

Tucano, então, por que você participa do NERDcast?

Cyber Ramses disse...

Concordo contigo, Jack. Hoje em dia virou hype a pessoa dizer que é nerd, sem nem mesmo saber o que significa.

Eu sempre me considerei um, mas gosto de muitas coisas que não tem muito a ver: gosto de Star Wars, mas também gosto de balada; adoro um de cinema, mas gosto de programas mais normais também. E faço FATEC de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, mas tomo minha cervejinha sempre que posso.

Não precisa provar aos outros se você é ou não nerd: o que importa é que você e sua esposa estão satisfeitos com você do jeito que você é. E pronto.

---

Assunto off-topic: vai fazer um post em "homenagem" aos 40 anos do "homem na lua"? XD

A Planária Autista disse...

Visito aqui pela primeira vez e fiquei instigada. Entendo o que você entende por NERD, ou melhor, pelo estereótipo. Só não entendo sua extrema vontade de não se identificar com a categoria. Conforme outros tantos comentários acima, aceitar uma máscara única implica na visão distorcida de que há apenas uma coisa ali. As pessoas são uma miríade de coisas, ora NERDS, ora outras tantas.
Acho que é isso.

Leo Lopes disse...

Taí, brother! Enjoy!

http://www.rededownload.com/download-lost/

Tendo um tempo, passa pra conhecer o nosso podcast, o RADIOFOBIA: www.radiofobia.com.br!

Abraço!

Cachorrão disse...

Estamos falando sobre comportamento humano...e não exatamente de prioridades, Sr. Jack Russell.

Ter prioridades não quer dizer que terei a atitude de fazer o que priorizei.

Comportamento em suma pode ser observado, fotografado. Ele é demonstrado a partir da atitude.

Por exemplo:

O cara HC (de uma forma geral)prefere sair mesmo com chuva e frio pra beber cerveja (ultra-gelada), segue o estilo faça-você-mesmo, azara a mulherada (mesmo quando não tem chance), sai na porrada com álguém por esporte ou justiça, escuta Agnostic Front ou Bad Religion, tem alguma opinião política (seja de forma agressiva ou escrachada), pratica algum esporte radical e etc.

Ou seja ele demonstra estas atitudes comportamentais, descritas acima, que condizem com um indivíduo hardcore. Podemos ver estas " Atitudes Comportamentais" na maioria destes indivíduos.

E assim sucessivamente, o emo terá outros comportamentos, como o Nerd, o Dork, o C.D.F. e etc.

Creio que aí mora a diferença dos rótulos.

Espero ter ajudado um pouco.

Abrax

Cachorrão disse...

Estamos falando sobre comportamento humano...e não exatamente de prioridades, Sr. Jack Russell.

Ter prioridades não quer dizer que terei a atitude de fazer o que priorizei.

Comportamento em suma pode ser observado, fotografado. Ele é demonstrado a partir da atitude.

Por exemplo:

O cara HC (de uma forma geral)prefere sair mesmo com chuva e frio pra beber cerveja (ultra-gelada), segue o estilo faça-você-mesmo, azara a mulherada (mesmo quando não tem chance), sai na porrada com álguém por esporte ou justiça, escuta Agnostic Front ou Bad Religion, tem alguma opinião política (seja de forma agressiva ou escrachada), pratica algum esporte radical e etc.

Ou seja ele demonstra estas atitudes comportamentais, descritas acima, que condizem com um indivíduo hardcore. Podemos ver estas " Atitudes Comportamentais" na maioria destes indivíduos.

E assim sucessivamente, o emo terá outros comportamentos, como o Nerd, o Dork, o C.D.F. e etc.

Creio que aí mora a diferença dos rótulos.

Espero ter ajudado um pouco.

Abrax

Lot disse...

"Chamar essa mulecada Naruto de Nerd é a mesma coisa que chamar Emo de Hardcore. Talvez eles tenham saido da mesma semente, mas definitivamente não são a mesma coisa."
melhor parágrafo
aeaehuehhuaehuaehuaeuae

Anônimo disse...

Pra mim ser NERD se resume em uma máxima destilada por mim mesmo até esse ponto : "Ser NERD é não se contentar em receber a informação, é IR ATRAS DELA. E depois de acha-la, não ficar na sua superficie, mergulhar na mesma". Ser NERD é não se contentar com informação rasa sobre um assunto especifico.

leandro kindermann disse...

Eu concordo com o Jack. Hoje em dia todo mundo diz ser nerd por que tá na moda e não por realmente ser nerd.

Eldius disse...

Cara, sei que estou um pouquinho atrasado no comentário (o tempo é relativo, não se esqueça), mas é por ser um leitor meio sazonal (um daqueles que te conhecem como Tucano) e só li o post hoje, mas mesmo assim achei que deveria deixar minha opinião... Li o post ao quel fez referência também... Concordo, em parte, com o que li... Acredito que ser nerd não é gostar disso ou daquilo, e realmente a internet deixou de ser coisa de nerd há muito tempo... Afinal hoje em dia todo mundo pode ter um site sem nem mesmo saber o que é HTML (espero não precisar traduzir... rsrs)... Mas o esteriótipo nerd hoje em dia está mudando... Nem todo nerd usa óculos, tenho um amigo muito nerd que não usa óculos e adora uma balada (mas, como você disse, as prioridades são um tanto distoantes da maioria)... E essa moda nerd, ao meu ver, está mais para o fato de os nerds estarem lá em cima... Daí eles acabam (mesmo sem querer - ou mesmo saber) lançando moda... Afinal a grande massa (e não é da pizza gigante que falo) sempre adota como moda o que o famoso/conhecido/meio de comunicação faz, gosta ou prega como verdade absoluta... Talvez por isso hajam tantos pseudo nerds por aí se intitulando como nerds autênticos...
Ficarei por aqui, senão posso acabar não conseguindo parar de discorrer sobre o assunto... Sabe como é, uma opinião de algumas pessoas (ou ao menos as minhas) são um tanto agitadas quando não externadas... E um último comentário acerca do assunto: evite generalizar ou esteriotipar coisas muito complexas, eu diria que tentar encontrar padrões semelhantes pode levar a distorsões sobre a realidade...
Até mais e que o Torque esteja com você...

 
Clicky Web Analytics