terça-feira, 26 de maio de 2009

Orgulho Nerd?

Era para ter postado ontem, mas a vida é muito corrida e blá blá blá.

Estava pensando. Não sei se admiro os nerds ou os odeio. Aliás, com essa moda em ser nerd, eu já nem sei mais o que é nerd e o que não é. Isso porque os "nerds de hoje em dia" se apoderaram de uma gama de elementos que fazem com que o mundo seja nerd. Por exemplo, se o cara gosta de ler Cornwell ou Tolkien: É NERD! Se ele lê Histórias em Quadrinho: É NERD! Se ele tem um blog ou um twitter: É NERD PORRA! Se faz tudo isso junto: É MUITO NERD!

Na época em que ouvi pela primeira vez o termo nerd, eu estava na escola. Eram aqueles caras que sentavam lá na frente, usavam óculos e de quem a gente gostava de colar no dia da prova e apavorar na hora do recreio.

Na faculdade os nerds eram aqueles caras que, ao invés de sair na sexta-feira a noite para encher a cara e azarar a mulherada, iam para casa de um jogar RPG . Geralmente eram os caras que tinham baixa auto estima e que raramente se envolviam de forma mais bíblica com o sexo oposto.

Naquela época, nerd era ofensivo. Ninguém queria ser nerd, eles apenas eram. Nos filmes, eles eram os discriminados que sempre davam a volta por cima, porque eram mais inteligentes que os atletas. Mas hoje não, todo mundo é nerd! Cara, Ferris Bueller seria chamado de nerd hoje em dia!

Aí eu pergunto: os nerds conseguiram dominar o mundo, ou não existem mais nerds de verdade? Pode ser uma estratégia... Taxando a todos de nerds, eles passaram a não ficar sozinhos e, a maioria sempre vence. Mas nerd não é maioria. Não pode! Perde o charme (ao menos na minha opinião). Deixa a essência.

Eu, por exemplo, nunca na minha vida achei que seria reconhecido como nerd. Eu nego que seja, mas não adianta, eu tô lá. Num site com meio milhão de visitantes mensais que se chama: JOVEM NERD. E eu tenho orgulho do site. Mostro para todo mundo como os caras venceram. Como são bons no que fazem.

Logo eu que andava de skate, pegava onda, jogava futebol (e nem era o goleiro), sempre fui mau aluno, tive banda punk, cortei o cabelo moicano, brigava na rua, enchia a cara, pegava um montão de mulheres. Ahhh eu era um maluco! Todo mundo achava isso. As mães dos amigos até hoje acham que eu era a “ovelha negra da turma”.

Acontece que entre uma balada e outra, eu lia um livro de fantasia. Entre um joguinho de basquete e uma session de skate na pista da palmares, eu ia ao cinema prestigiar o Star Wars ou o Matrix. Quando não estava bebendo num boteco, eu colecionava HQ. E, para completar, meu melhor amigo abriu um negócio: um site voltado para o público nerd. Um dia ele me chamou para dar uma ajuda gravando um Pod Cast.

Tucano e Azaghâl antes de serem Nerds, indo para o Shananigan's encher a cara!

E eu gostei da brincadeira!

Mas acontece que esse pod cast (coisa de nerd, né) virou uma febre. Estava decretado: esse Tucano (apelido que não ouvia desde os 17 anos) é um nerd mesmo. O Câncer de Jack passou a ter 10x mais acessos. Todos nerds. Nerds que nem me chamam de Jack (como eu assino aqui), mas de Tucano.

Bom, se eu sou nerd, acredito que qualquer um que tenha o mínimo de massa encefálica e bom gosto literário ou cinematográfico, tenha que ser também. Porque, embora a internet seja comum ao mundo inteiro, ainda é coisa de nerd. Mesmo que os hippies tenham descoberto Tolkien antes da nerdalhada nascer, se você discutir se um Balrog tem asas ou não, você é nerd!

Então é isso. A VINGANÇA DOS NERDS! O mundo é de vocês meus caros. Vocês são o topo da cadeia alimentar e vão continuar aí em cima por muito tempo. Parabéns e Feliz Dia da Toalha para vocês.

Abraço,

Jack

36 comentários:

Thiago disse...

HAAHAHAH
mto bom TUCANO/JACK/FERNANDO
mto legal o texto, de fato todos que tem acesso a net com frequencia são meio nerds..

mas sem duvida
A MELHOR PARTE DO POST
FOI A FOTO
AHHAHAHAHA

azaghal todo boyzinho
ahahhaha

abcs

Murilo disse...

That's it !!!

Marcelo disse...

Tucano, é o Azaghâl que é baixinho ou você que é alto???

QUEIROZ disse...

Hoje em dia você não diferencia mais os nerds pela aparencia, mas pelo papo. Outro dia estava no cinema, e dois amigos estavam conversando sobre o site Omelete, dos erros do filme Wolverine, com boa base, essas coisas nerds mesmo. A industria está deitando e rolando, metendo filme de hqs e remakes nerds guela abaixo. Mas, até quando? Um dia os nerds cansarão, tirarãos os óculos estufarão o peito, dirão: "Eu amo a Lois mãe", aí será o início do fim.*

* Fazer referencia é coisa de nerd.rsrs.

Felipe disse...

Feliz dia da Toalha pra ti também tuc...Jack!

The Gunslinger disse...

[clap-clap-clap] (isso são o bater de palmas) Post muito bom Tucano, digo Jack.

"se o cara gosta de ler Cornwell ou Tolkien: É NERD! Se ele lê Histórias em Quadrinho: É NERD! Se ele tem um blog ou um twitter: É NERD PORRA! Se faz tudo isso junto: É MUITO NERD!"

Então posso dizer que sou muito nerd! :)

Na minha adolescência, festejei bastante, bebi muito, mas não pegava mulher... Joguei futebol, era goleiro!

Sempre preferi ficar em casa a sair por ai. Hoje trabalho com informática, tenho um blog de literatura, o nome Nerd Escritor.

Tenho noiva (nerds sempre conseguem uma mulher) muito bonita por sinal.

Mas, pratico Tiro com Arco (nerd?) e jogo Futebol Americano (com certeza não é nerd)... mas levando em consideração que jogo na defesa, tenho de derrubar o pessoal e que ao fazer a linha de inicio de jogada imagino aquele campo de futebol americano ser uma batalha campal medieval, onde impera os xingamentos e a brutalidade gratuita! Acredito que imaginar ser um bárbaro escroto quando se joga futebol americano, é coisa de nerd.

=)

Muito legal a foto sua e do Azaghâl.

E que a força esteja com você.

Bruno Vox disse...

Eu sempre fui chamado de nerd e cdf. Sempre sentei nas primeiras carteiras da escola. Nunca peguei ninguém na escola. Sempre fui um aluno aplicado. Minha professora de matemática da 8º série disse que se existisse mais pessoas como eu no mundo as coisas seriam melhores :).

Sempre obedeci, nunca bebi, nunca fumei, nunca quebrei nenhuma regra imposta a mim.

Sempre corri para não me baterem na escola, sempre lia revistas de ciência, livros de geografia ou curiosidades em geral.

Sempre preferi ficar em casa vendo TV, filme ou jogando video-game do que ir brincar na rua.

E para piorar eu sou goleiro, muitas medalhas eu ganhei.

E com isso tudo, eu não me considerava nerd antes de conhecer o Jovem Nerd.

Fui completamente influenciado por vcs, e eu que não fazia nada de legal antes, agora estou até escrevendo umas historinhas, graças a vc e ao site.

OzzY disse...

falou bonito sr Tucano...e eu nunca imaginei em ver uma foto do Azaghâl magro e com "bastante" cabelo ahahahahaha
grande abraço e stay nerd

Sanchez disse...

Ótimo texto, tucano ou jack sei la.
Parabéns.

Jack disse...

Marcelo, eu tenho 1,90m e o Azaghâl tem 1,75 (por volta disso). Então eu acho que é um pouco de cada!

W! disse...

Excelente post, Sr. Tucano!

Obs.: Azaghal mais magrinho, haha :D

Paulo disse...

belo texto!

o melhor com ctza é a foto, o azaghal parece um boneco de ventríloco, com bochechas rosadas, cavanhaque e ao lado do tucano

ahahhahahahahhaa

Purple-Headed Tang Chasa disse...

Ae finalmente um post menos felizinho e mais critico ... agora realmente todo mundo é nerd e isso ta perdendo a "graça".

vlws ae TUCANO auhauhauahua

Gabriel Nascimento disse...

Bom texto cara! Li hoje um texto pessimista sobre ser nerd, ser rotulado e etc. Você conseguiu de forma simples acabar com aquele texto...

Continue com o bom trabalho...

João disse...

O Tucano é o primeiro cara do nerdcast que eu não estranho ver como é de verdade. Todos os outros, Sr. K, Azaghâl, JP, Jovem Nerd, Carlos Voltor, Mario Abbade, Bluehand, tomei um choque ao ver, pois pela voz os imaginava bem diferentes. Só não achava que vc era tão alto.

Cientista Espacial disse...

velho, tu falou tudo!
a parada eh que essa modinha nerd vai ser ate bom pra filtrar os trues saca!
vai ter muito 'fake nerd' por ai...
ainda mais que deu no fantastico agora vai!!

mayara_itaca disse...

Adorei Tucano/ Jack!
Sim, hoje em dia, parafraseando Rita Lee, tudo vira.. nerd!
Eu mesma passei anos fugindo do rótulo seja no flertar ou nas roupas, mas não conseguia, meus lapsos voltavam e lá estava eu lendo no intervalo, ou jogando rpg.
Todo esse 'movimento' pode ser uma estratégia - afinal treinamos muito estratégias (principalmente nos jogos de guerra), mas ajuda a vários nerds a olharem p/ si e não terem vergonha de ser quem são.
E além de dia do orgulho nerd, e oficialmente dia da toalha - ontem foi tb o dia do massagista - fato que eu procurei apenas para dar uma resposta diferente da maioria. (vai dizer que não é nerd?)

bjs

Renato Luna disse...

O tucano tem 1,9 Metros

Vagner "Zero" disse...

Jack, eu diria que tanto você quanto o Azaghâl adquiriram a nerdice através do caminho alternativo. Ao invés de começarem como nerds, o meio os tornou assim. Como se fossem os Alfa-Betas que se renderam a supremacia geek ao final do filme.

É fato que um não-nerd pode colecionar HQs, mas só um nerd pode e irá argumentar sobre as fases e histórias dos personagens adimirados. Como também um nerd, que supostamente entende nada de esportes, ser fanático por um tal como um carioca com os jogos do Flamengo. Vide Kevin Smith e os NJ Devils (e a esposa dele é um comentário a parte). Eu mesmo tenho minha banda punk e soltamos, volta e meia nos ensaios algo bem "nerdcore" pra podermos rir ao final das sessões.

Eu costumo dizer que Nerd é como uma classe de D&D. O primeiro exemplo que sempre uso é que qualquer um que curse informática é, no mínimo um nerd nível 1. Se sobreviveu metade do curso, já é nível 4, e por aí vai. Sei lá, chutando por alto, tu é um nerd nível 8 e o Azaghâl (playzaghâl de acordo com a foto ehehe) seria um nível 12 (e o Eduardo Spohr um 18 hahaha).

Felicitações pelo Dia do Toalha e um grande abraço.

Ps.: Perdão por repetir tantas vezes a palavra nerd no comentário. Saiu meio que sem pensar.

JoaoFPR disse...

Orgulho sim, mas sem ser estereotipado, rótulos são deprimentes e idiotas.
Feliz dia da toalha

Leandro Substance disse...

"Mas nerd não é maioria. Não pode! Perde o charme (ao menos na minha opinião). Deixa a essência."

É por isso que repito a piada correndo o risco de ser mal interpretado: ser nerd não pode virar moda! Vai ser o mesmo q ouvir a banda predileta na trilha da novela das 8. Nerds do mundo, separai-vos! :P

Sorte sempre!

disse...

Engraçado como esse fenômeno de usar a palavra nerd pra definir um cara era restrito a alguns lugares. Estudei em uma escola pública de bairro no RJ. Lá, no máximo, havia o CDF, e o termo nem era tão ofensivo. Os discriminados (palavra forte, eles eram só sacaneados) eram apenas os fora dos padrões e os tímidos, por sinal, duas categorias nas quais me incluía e que eram também associadas aos nerds.

Nem estou muito crítico quanto a essa modinha nerd, isso já vem acontecendo há tempos, principalmente depois do boom das empresas de informática guiadas por uber-nerds como Bill Gates. Vou realmente achar preocupante quando grifes famosas fizerem coleções com inspiração em nerds.

viniciusboaventuradias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~tech disse...

É um Tucano Atroz.

Vansherk disse...

Ahuauhauha olha esat foto, o Azaghâl parece um anãp de jardim, barbixa e rosto rosado auhhuauhauhauha

viniciusboaventuradias disse...

Excelente post, Tucano. Legal mesmo. Enfim, demorou, mas fomos acolhidos pela cultura popular. Talvez se deva ao fenômeno da internet, das adaptações em quadrinhos no cinema. ENFIM, não interessa. PARABÉNS A TODOS NÓS!

ninainwonderland disse...

como vim parar aqui? pelo jovem nerd. sigo o azaghal no twitter, e então achei você, e só então teu blog. putz, nunca imaginei que você fosse fã de clube da luta e da ferida do jack. e fiquei super feliz por isso!
todo 'loser' hoje em dia é nerd porque é mais bonitinho. eu antes do jovem nerd, não associava muito as coisas, mas depois que começei a ler e escutar, me identifiquei tanto e resolvi pensar, acabei assumindo esse meu lado mais nerd.
enfim, curti muiiito seu blog e voltarei aqui sempre!
beijos, e parabéns.

Daniel disse...

Olá Jack...

Curiosidade, qual foi o motivo de resgatarem o seu apelido ao invés de utilizar 'Jack' ou Fernando no nerdcast nº15, o primeiro que você participou?

Quanto ao post, foram perfeitas as suas palavras. Nunca fui um não-nerd, sempre me identifiquei com os "idiotas" de óculos gigante dos filmes, assim, sinto-me do lado oposto da coisa. Acho desagradável quando usam o termo sem mais nem menos.

Esses modismos são comuns, isso já aconteceu com outras tribos urbanas, geralmente o caminho é o mesmo: o termo se torna mais pejorativo e surgem os "trues" contra os "pseudos"... É hilário, pra não dizer leviano e estúpido.

Será manipulação em larga escala? Pois nunca é fácil definir exatamente quem se enquadra no perfil, seja ele "metaleiro" (fator for dummies da globo...) gótico, emo, ou qualquer outra tribo.

Parece que o objetivo é arrecadar o maior número de ovelhas para consumir o que está em voga...

Sem contar a enorme queimação de filme: "Orgulho Nerd"... Poxa, entre amigos de longa data, em uma conversa aleatória sobre sei lá, videogames, quando alguém dizia: "ah... tal RPG é muito difícil, desisti..." sempre rolava um: "porra cara, e o nerdpride?" Mas nunca, jamais, imaginei que um dia fosse me deparar com uma matéria tosquíssima do fantástico como a desse domingo.

Bom, como nunca fui zoado na escola (altura sempre ajuda, né? Hehehe), sou praticante de artes marciais e artes etílico/nicotínicas, além de tocar guitarra, vou me ater a esse lado e tentar esconder a minha nerdice, ao menos até a fogueira baixar...

Ah! Que você gosta do Bukowski eu já tinha lido em algum comentário aleatório... Mas porra, eu não sabia que você era fã do Palahniuk. Quando li "O Sobrevivente" pensei: "nossa, esse cara é o Balzac do século XX, ainda vai se estudar muito ele na academia, vai ser o próximo James Joyce..."

Então, falando nisso, por favor, sugira ao Azaghâl e ao JN um nerdcast sobre "Literatura Aggressive". Jack Kerouac, Bukowski, Palahniuk e é claro: Irvine Welsh (Trainspotting).

Enfim, é isso, caí de paraquedas aqui, apesar de ser ouvinte do nerdcast a tempos e me surpreendi, meus parabéns! Está nos favoritos.

Dony disse...

Muito bom o post Jack, essa coisa de nerd , nao-nerd mais parece aquela briga metal vs new metal...valeu...

Douglas Sasquatch disse...

Jack/Tucano,

tá de parabéns este post, cara. Muito bom, sucinto e bem explicado pacas.

Assim como você, nunca me considerei nerd(pelo menos durante a adolescencia), mas hoje em dia, sai do armário com força, hehehe. Tenho orgulho em me considerar nerd, apesar de só ter começado a jogar rpg com 21 anos, e a ler hqs aos 25.

Antes tarde do que nunca, não??

Abraços e um bom final de semana.

Roud Volf disse...

Eu concordo que esse negócio de taxar tudo de nerd é uma merda sem tamanho... afinal ser nerd nunca foi algo que você tentava ser e sim algo que você simplesmente era. Desde moleque eu jogo RPG, gosto de HQs e discuto coisas que não existem nem nunca existirão (BTW o Balrog tem asas sim u.u 90% das criaturas abissais/infernais tem asas, normalmente pretas ou vermelhas e que lembram asas de morcego). Mas sempre joguei basquete, saia nas sextas-feiras para baladas e eventualmente para encher a cara e curti metal e coisas pesadas dignas de um jaqueta-de-couro do fundão da sala dos anos 80 (aquele cabeludo do clube dos 5 xD) eu acho que ser nerd deve ser um estado pessoal de se dedicar a conhecimentos que apesar de adicionar muito às nossas vidas não serão usados para nada além do entretenimento pessoal e não um estilo de vida a ser perseguido por ser uma "moda" pois os seguidores de "modas" sempre foram as patricinhas e os mauricinhos e não os nerds. E citação não é nerd, é um recurso acadêmico por cristo ¬¬

Cachorrão disse...

O que é ser Nerd?

Eu não me considero nerd. Porém já colecionei quadrinhos, desde “A Espada selvagem do Conan” a “Heróis Marvel”. Sempre fui interessado e informado sobre geografia. Star Wars...tsi. Fez parte da minha infância. Na escola, nunca fiquei de recuperação.

Por outro lado, desde pequeno, sempre brinquei nas ruas. Na adolescência era rato de praia. Jogava futebol o dia inteiro. Mulherada, punk-rock, bebedeiras e brigas. Tudo isso fez parte da minha vida também. Mas como o dono deste blog. Entre showzinho underground e uma azaração com as garotas, rolava um Almanaque Abril e algumas horas de estudo.

Hoje em dia, ando de skate, pratico musculação e muai tay. E ainda não deixei de ler, estudar geografia, jogar vídeo game e ler algum bom Blog, como este.

Acredito que o termo nerd antes era para os “perdedores”, que não aproveitavam o melhor da vida. Que não pegavam mulher, e que nunca vomitaram na rua na frente de alguma velha, depois de encher a lata num show punk. Que só ficavam entre eles, por vezes até falando de coisas interessantes e de gosto refinado. Eu mesmo acho normal conversar, por exemplo, sobre os povos que habitaram a Europa a milhares de anos, no meio de uma bebedeira.

Só que os perdedores de outrora, hoje em dia, são os donos de parte da grana do mundo. Boa parte por sinal. Logo, não são mais perdedores. Venceram. Não foi fácil. Inventaram coisas novas como a Internet, os blogs, os podcasts e toda esta coisa. Destacaram-se nas suas profissões, ou seja, fizeram algo para o mundo. Somaram...blá, blá, blá.... Parabéns a vocês Nerds!

Ps: Se, hoje em dia, o termo nerd inclui que já deu uma zoada na vida, além de livros e boas notas...então eu também sou NERD!

Thiago Moskito disse...

Muito bom o post.
(desde o dia da toalha estou comentando nos blog que eu visito, são muito, por isso demorei).

Eu sou Nerd, mas d'um tipo diferente. Eu nunca sentei na frente, mas sempre tive as melhores notas. Não era rejeitado, ao contrário, sempre fui um líder natural, representante de turma e tal.
Namorei muito na minha vida, mas nunca fui de "pegação" era sempre namorico. Comecei a beber aos 18, 19 anos.
Enfim, eu sempre fui - meio - Nerd mas só fui me atentar disso poucos anos atrás.
Hoje eu trabalho como web standard numa grande empresa e tal, ou seja, diretamente com internet.
Há quem diga que eu sou geek e não nerd, mas sei lá, prefiro ser nerd!

Abraços Tucano!

Ricardo disse...

Ca..lho... Shananigan's era foda.
Gastava até a grana que eu não tinha lá.

Papai Tornado disse...

Caralho, o Azaghâl com cabelo parecia o cara d'O Balconista!

FaelVasco disse...

puts que foda ver que azaghal virou uma bola de carne gigante ... tah um boi hoje em dia.. essa foto ai ele ainda era saudavel!! judiação

 
Clicky Web Analytics