quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Guerra do Yom Kippur - 1973

O Yom Kippur é um dos feriados mais importantes da cultura judaica e é traduzido como o Dia do Perdão. Foi no dia 6 de outubro de 1973, quando os judeus celebravam o Yom Kippur, que o presidente egípicio Anwar Sadat (que sucedeu Nasser), em conjunto com a Síria, desferiu um ataque simultâneo ao sul (Península do Sinai) e ao Norte (Colinas de Golã) de Israel, desencadeando a 4ª Guerra Árabe-Israelense.
Para guarnecer o Canal de Suez (conquistado na Guerra dos Seis Dias), Israel construiu fortificações de até 50m de altura com as areias do deserto. Estas fortificações interligadas entre si por um sistema viário ficou conhecido como Linha Bar-Lev.

Os egípcios foram malandros e com mangueiras de alta pressão e bombas de sucção, destruíram os castelos de areia israelenses, permitindo que suas tropas atravessassem as barreiras. Diz-se também que, no primeiro minuto desse ataque foram lançadas 10 mil granadas contra as tropas de israel, que sofreram duras baixas.

O sucesso conseguido nas primeiras 48 horas, tanto em Golã, quanto no Sinai, começou a se reverter a favor dos Israelenses. No contra-ataque judeu, se desenvolveu a maior batalha de blindados desde a Segunda Guerra Mundial.
No norte, Israel chegou a bombardear Damasco e enviar tropas em direção à capital síria, mas a possibilidade de uma intervenção direta da União Soviética no conflito fez os exércitos judeus darem meia volta.
No final das contas, mais uma vez os Árabes pediram arrego, mas dessa vez com um sentimento de dever cumprido, pois infligiram severas baixas ao exército israelense. Apesar disso, as fronteiras não tiveram modificações significativas.
A Guerra do Yom Kippur teve uma consequencia que abalou todo o mundo: a crise do petróleo.

Países árabes membros da OPEP resolveram iniciar um embargo no fornecimento de petróleo para Europa e Estados Unidos, pois esses apoiaram Israel na Guerra, inclusive com fornecimento de armas e equipamentos. Após o embargo, a OPEP estabeleceu cotas de produção e elevou os preços do barril em 300%, gerando uma recessão de grande repercussão internacional.

2 comentários:

b disse...

Se você fôr pesquisar a história do mundo, os episódios, estará de acordo com uma frase de cartoon do Ziraldo, que diz:
"Já sei porque vai ter juízo final-
- é porque ninguém tem culpa sozinho".
Mas isto justifica o quê?

Mayara disse...

Gostei muito desse resuminho... Me ajudou bastante a entender essa guerra. Valeu!

 
Clicky Web Analytics