sábado, 29 de novembro de 2008

Histórinhas Comentadas - Capítulo 1

A partir de hoje, vou postar algumas histórinhas de criança (tipo Contos da Caroxinha) e comentarei algumas passagens. A História de hoje é a Da Dona Baratinha, que tinha fita no cabelo e dinheiro na caixinha!

Dona Baratinha era muito trabalhadeira, gostava de manter sua casinha sempre limpa, arrumada e com flores nas janelas.

Como assim, casa limpa? Casa limpa não tem barata!

Um dia varrendo o sótão, encontrou três moedas de ouro. Naquele tempo, esta quantia valia muito e Dona Baratinha ficou muito feliz.

Com este dinheiro, poderia reformar a casa e comprar roupas novas. O resto do dinheiro guardou dentro de uma caixinha. Agora que estava rica e elegante, com a casa reformada e um bonito enxoval achou que estava na hora de se casar. Então, a tardinha, vestiu uma roupa bem bonita, fez um belo penteado e foi para a janela esperar os pretendentes.

Duas dúvidas: Três moedas de ouro para reformar uma casa de barata? E, ela fez uma belo penteado onde? Nas antenas?

O primeiro a aparecer foi o cavalo, o jovem mais fino da cidade. O cavalo achou Dona Baratinha muito graciosa. Dona baratinha então perguntou:

Quem quer casar com a Dona Baratinha tão bonitinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha?

Sim!! Disse o cavalo.

Mas Dona Baratinha tinha um sono muito leve e queria saber se o cavalo roncava alto.

Olha aí os ensinamentos! Um cavalo esporrando numa barata. Imagina só a noite de núpcias! E se o noivo pedir sexo anal??? Fora que o cavalo é um michê do caralho.

Como é que você faz de noite? perguntou Dona Baratinha.

O cavalo relinchou tão forte que Dona Baratinha o recusou.

Ufa! Menos mau. Mas, que sensacional, o relinxo do cavalo era o único impecilho para essa união!
Depois dele veio o boi, o galo, o cachorro, o burro e etc.

Infelizmente todos eram muito barulhentos e não iam deixar D. Baratinha dormir.

Caralho, mó galera quer pegar a Baratinha. Deve ter a buceta de ouro!
Já estava desistindo, quando apareceu D. Ratão muito elegante e charmoso.


Ela então, resolveu tentar mais uma vez. Felizmente, D. Ratão tinha uma voz suave e a noite seu ronco era fraquinho :Qui, Qui, Qui...

Dona Baratinha ficou muito satisfeita com o pretendente e ficaram noivos.

Essa casa limpinha tem barata e rato? Tá bom.
Começaram os preparativos para o casamento.

Essa é a parte que eu mais gosto!

Dona Baratinha toda agitada preparava um delicioso banquete para a festa do casamento e D. Ratão ajudava nos convites. Porém D. Ratão era muito guloso e pediu a noiva que fizesse para a festa seu prato favorito, FEIJOADA.

O feijão com toucinho que Dona Baratinha preparava estava muito cheiroso e D. Ratão ia toda hora na cozinha tentar provar um pouquinho, mas sempre tinha alguém perto.

Tudo já estava pronto, banquete, igreja e os convidados chegando.

Dona Baratinha e D. Ratão muito elegantes e felizes estavam a caminho da Igreja, porém o noivo só pensava na Feijoada. Então disse para Dona Baratinha que tinha esquecido as alianças em casa, e que assim que as pegasse a encontraria na igreja.
D. Ratão voltou para casa e correu até a cozinha para comer um pouco do toucinho.
Mas na afobação, escorregou e caiu dentro da panela do feijão morrendo afogado.

Cara, alguém chama a Vigilância Sanitária urgente! Puta que o paril, tem um rato na feijuca!

Dona Baratinha ansiosa esperava na igreja o noivo que não retornava.
Horas mais tarde, muito triste Dona Baratinha e alguns convidados decidiram voltar para casa e comer o banquete.

Que isso? Quem é largada no altar e volta para casa para comer um banquete? Vai se fuder. Se fosse eu, tomava uma lata de Baygon!

Logo descobriram o fim trágico do seu noivo e todos lamentaram muito.
A pobre Dona Baratinha chorou a noite inteira e desde aquele dia nunca mais preparou feijão com toucinho!

Brother, isso é história para criança??? Quem foi o filho da puta que escreveu isso?

Se fosse um filme, a trilha sonora tinha que ser essa.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Momento Leão Lobo...


Cara, essa galera quer enganar quem? Uma namorava com o afilhado do Faustão (por amor). O outro, todo mundo sabe que é a Rainha do Verão. Meu Amoooorrr (como diria a Agatha), vamos parar de representarrrrr!

Essa é da Borrachaaaaa!!!!

Se ganja for como vinho e whsky, essa é da borracha!!!! E digo mais, o cara deixou para depois, não apertou e não acendeu!

Um grupo de cientistas muito chapados encontraram em uma tumba na China o tijolo de maconha mais antigo do mundo. Foram 789 gramas de Cannabis Sativa desidratada com cerca de 2.700 anos que foi cultivado "para uso psicoativo", segundo pesquisa da Oxford University.

Segundo os descobridores, a erva foi enterrada ao lado do corpo de um malandro, possivelmente um sacerdote da chamada cultura Gushi, que habitou a região noroeste da China.

Aí eu faço a pergunta: 789g????

Acho que tinham 800g e os cientistas mandaram uma beck dedo de gorila. Imagina se eu acho uma Chateuax Lafite 1822 e não ia da um trago na parada?

O mundo mágico da gastronomia no Brasil



Como alguns de vocês sabem (outros não), eu adoro comida chinesa. Gosto tanto a ponto de me sujeitar a ir em restaurantes reconhecidamente ruins para poder comer uma Frango Empanado Agridoce, ou uma carne desfiada ao molho curry.

Isso era o que acontecia, quando eu ia no Jin Jin, uma franquia de comida chinesa que assombrava os shoppings de Santos. O restaurante era péssimo, mas na falta de outro, toda vez que almoçava no shopping, comia no Jin Jin.

No mês passado, as duas lojas do Jin Jin deixaram a franquia e se tornaram "Golden Dragon - Comida Asiática". Fiquei esperançoso, mas... ledo engano! O restaurante só piorou. Na quarta-feira eu fui pela última vez nessa pocilga.


Os fatos descritos abaixo se passaram entre 12h e 13h:

O restaurante serve por quilo, o que é uma boa idéia, pois dá para experimentar vários pratos. Pena que eles não tenham Frango Agridoce, ou Lombo Agridoce e que o molho Agridoce, que é servido separado seja mais aguado do que suco de morango de saquinho.

A variedade é a seguinte, todos os pratos se resumem à Carne (ou frango), com pimentão, cebola e molho shoyu. Se tiver pimenta é "Carne Indiana", se tiver alface é "Carne Thailandesa", se tiver broto de bambu ou feijão é "Carne Chinesa".

Quando fui pagar, pedi um par de Hashi (aqueles pauzinhos de comer comida chinesa). O cara disse que estava em falta. Imaginem isso: um restaurante de comida oriental que não tem hashi. Se eu sou o dono, eu corto bambu com canivete, mas não deixo faltar hashi, porra!

O maldito atendente perguntou se eu queria beber alguma coisa. Eu respondi que queria coca-cola. O cara cobrou, me deu a notinha e ficou olhando para a minha cara. Eu dise: e o refrigerante? Ele: Ahn? Eu: Minha Coca-Cola porra! Ele: Ah é, né?

Todos os pratos estavam gelados ao meio-dia! Isso já acontecia desde a época do Jin Jin, mas dessa vez, além frios estavam duros, o que me fez ter a certeza de que eram do dia anterior.

Existiam alí três tipos de rolinhos: Primavera, Presunto e Queijo e Vegetariano. Peguei m de presunto e queijo. Quando abri, percebi que era vegetariano. Muito puto da vida, voltei lá para trocar. Troquei e perguntei, esse é de presunto, né? O Atendente disse: esse é! Fui para a mesa, abri e era vegetariano. Na terceira tentaiva, consegui um de presunto e queijo. Mas estava horrível!

Depois dessa experiência, descobri que talvez o Jin Jin seja uma boa franquia e que merda mesmo é o dono do restaurante que não tem competência para gerenciar um estabelecimento comercial. Essa foi, com certeza minha última vez no GOLDEN DRAGON COMIDA ASIÁTICA!

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Amistoso da Seleção

Joguinho mais ou menos, mas está melhor do que os jogos de sábado a tarde. Foda o Galvão falando que o público no estádio não é o do futebol, que o Cristiano Ronaldo está sentindo a entrada do Elano e o Pelé dizendo que tem 3 Corações e que o Brasil só é conhecido no Mundo por causa dele.Mas, sem mais delongas, aproveitei o intervalo do jogo para dizer que achei maneiro o novo style do Robinho.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Oi! Mega Rampa

Em primeiro lugar, devo dizer que não estou ganhando um puto por este post. Mesmo porque não tenho tanto público para isso.

Segundo, gostaria de dar os parabéns para a Oi! Ainda não sei se o serviço é bom (por enquanto não tive nenhum problema), mas em questão de Marketing, estão de parabéns.

Uma das ações promocionais da Campanha da Oi! é a tal Mega Rampa, que ao que me parece não é tão grande quanto a gringa, mas que é impressionante mesmo assim. São coisas assim que fazem com que os jovens bebam Skol e comprem chips da Oi.

Uma vez fizeram um teste cego de cerveja com meu irmão e ele apontou a Kaiser como a segunda melhor cerveja, embora tivesse dito que preferia a Skol (que ficou em 3º lugar). Os caras da pesquisa (que eram da Kaiser) perguntaram se ele ia mudar de cerveja e ele disse: O que a Kaiser faz por mim? Porque eu bebo Skol porque ela promove o Skol Rock, o Skol Beats e outros eventos que eu aproveito. A Kaiser faz alguma coisa por mim?


Um look na Oi Mega Rampa no Anhembi. O Evento vai rolar agora nos dias 22 e 23.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O Draconiano


Demorou mas saiu. Postei ontem mais dois capítulos do e-book O Draconiano. Está na reta final.

Confira:
O Draconiano

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Vaga garantida no Flamengo de Piauí


Neste domingo eu li uma notícia estarrecedora que me deixou desgostoso da minha cabeça. As linhas diziam que o Clube de Regatas Flamengo tinha interesse em contratar o "Técnico" Renato Gaúcho.

Com lágrimas nos olhos eu disse à minha digníssima:

- Se ele vier para o Flamengo, eu juro pelo que me há de mais sagrado nesse mundo que deixo de torcer pelo Rubro Negro carioca, durante todo o período em que este palhaço estiver no comando do time.

Não costumo voltar atrás em promessas assim, mas não preciso perder minhas noites de sono. O VP de Futebol, Kleber Leite já sentenciou:

- Certamente a notícia é verdadeira. Mas o Flamengo do Rio não é. Talvez seja o do Piauí ou o da Paraíba – diz o dirigente.

E disse mais:

- De zero a um milhão, a chance de o Renato ser nosso técnico em 2009 é zero. Ele e qualquer outro. Estamos satisfeitíssimos com o Caio – declara Kleber Leite.

Menos Kleber, menos. Se o Caio for para o japão, como especula-se por aí, teremos que contratar outro técnico. Que não sejam Leão, Renato Gaúcho ou Geninho!

O Arauto de uma nova Era...


Barak Hussein Obama. Esse é o nome mais falado (e escrito) da última semana e é comumente associado a uma esperança para o mundo. Por que? O que ele tem que os outros presidentes não tiveram? Nada, exceto a cor da pele, o que não influencia em nada na forma dele governar.

Não pense que o mundo vai mudar porque Obama foi eleito. Ele não vai olhar o mundo com compaixão e nem tão pouco vai deixar de defender os interesses dos americanos para ajudar as nações do terceiro mundo. Ele é Americano, apesar de ser multi-étnico (africano, polinésio, islâmico, americano, etc). Ele vai defender o biodísel de milho americano em detrimento do de cana brasileira, ele vai continuar a explorar nações produtoras de petróleo no oriente médio e vai continuar financiando militarmente Israel contra qualquer povo que ouse ameaçar a soberania judaica.

Outro engano que tenho visto frequentemente é a comparação de Lula com Obama, principalmente pelo seu apelo popular (ou populista). Li na Veja desta semana uma frase que sintetiza tudo isso:

"A comparação seria possível se Lula tivesse nascido na Ilha de Marajó, filho de um angolano com uma sexóloga de Cuiabá, tivesse morado em Bangcoc, na Tailândia, e fosse formado em direito na USP."

No mais, ainda prefiro o outro Barak: BARAK OBINA.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

A mais nova pseudo-celebridade...

Nayara Rodrigues Silva passou pr um trauma. Foi sequestrada, resequestrada e perdeu a melhor amiga. Se fosse eu, ia ficar recluso durante muito, muito tempo e ia tentar esquecer o que passou. Aliás, ia sentir prazer em mandar a mídia para a casa do caralho!

Mas, eu não posso querer que todos pensem como eu. Nayara preferiu o caminho inverso. Vai ver ela se sente melhor debaixo dos holofotes globais. Fantástico no Domingo, Mais Você na quarta, etc, etc, etc.

Na minha opinião, falta pouco para ela traçar aquela carreira meteórica que todos nós conhecemos. Indenização do Estado, capa de Caras, Malhação, Novela das 18h, ostracismo, capa de revista masculina, filme da Brasileirinhas com Alexandre Frota e Kid Bengala.

Mas se você está indignado comigo, achando que estou sendo rude (e malvado) com uma menina que, afinal de contas, só tem 16 anos, você não compreendeu! A crítica fica para a mãe, que deveria estar zelando pela filha, e não expondo ela à mídia. A menina não tem dicernimento. Vai querer mesmo é ser famosa. A mãe, bom, a mãe deve ser qualquer nota. Mas, como eu disse antes, cada um é cada um. Essa é só minha opinião!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

O verdadeiro Rei

Na noite de ontem dois ditos reis se curvaram a uma majestade maior. No show de Julio Iglesias em São Paulo, Pelé e Roberto Carlos aplaudiram e se emocionaram com esse que é o maior comedor de toda a galáxia e quiçá do universo. Com números impressionantes (250 milhões de cópias vendidas, 2600 discos de ouro e de platina, quatro mil espetáculos em mais de quinhentas cidades do mundo e uma canção tocada a cada trinta segundos), Julito veio ao Brasil essa semana comemorando seus 40 anos de carreira.

Muito se fala sobre Frank Sinatra, Don Juan ou David Beckhan, mas ninguém na face deste planeta conquistou tantas calcinhas como este ícone. Antônio Bandeiras tentou ser como ele, mas sôa falso, não é natural. O cara despertava a libido da mulherada usando paletó com camisa de gola canôa por baixo e sapato mocacim sem meia. Isso sim é se garantir!

Para quem não conhece: El amor!!!

P.S.: Amanhã eu falo do Obama, que é um fato menor!

sábado, 1 de novembro de 2008

Bate nel Rubinho

Ok, todos os blogs já deram essa notícia. Eu só quero deixar aqui meu apoio à campanha! Já que esse miserável não fez nada durante mais de uma década na F1, vamos ver se ele faz alguma coisa que preste antes de aposentarem ele!
 
Clicky Web Analytics