sábado, 29 de novembro de 2008

Histórinhas Comentadas - Capítulo 1

A partir de hoje, vou postar algumas histórinhas de criança (tipo Contos da Caroxinha) e comentarei algumas passagens. A História de hoje é a Da Dona Baratinha, que tinha fita no cabelo e dinheiro na caixinha!

Dona Baratinha era muito trabalhadeira, gostava de manter sua casinha sempre limpa, arrumada e com flores nas janelas.

Como assim, casa limpa? Casa limpa não tem barata!

Um dia varrendo o sótão, encontrou três moedas de ouro. Naquele tempo, esta quantia valia muito e Dona Baratinha ficou muito feliz.

Com este dinheiro, poderia reformar a casa e comprar roupas novas. O resto do dinheiro guardou dentro de uma caixinha. Agora que estava rica e elegante, com a casa reformada e um bonito enxoval achou que estava na hora de se casar. Então, a tardinha, vestiu uma roupa bem bonita, fez um belo penteado e foi para a janela esperar os pretendentes.

Duas dúvidas: Três moedas de ouro para reformar uma casa de barata? E, ela fez uma belo penteado onde? Nas antenas?

O primeiro a aparecer foi o cavalo, o jovem mais fino da cidade. O cavalo achou Dona Baratinha muito graciosa. Dona baratinha então perguntou:

Quem quer casar com a Dona Baratinha tão bonitinha que tem fita no cabelo e dinheiro na caixinha?

Sim!! Disse o cavalo.

Mas Dona Baratinha tinha um sono muito leve e queria saber se o cavalo roncava alto.

Olha aí os ensinamentos! Um cavalo esporrando numa barata. Imagina só a noite de núpcias! E se o noivo pedir sexo anal??? Fora que o cavalo é um michê do caralho.

Como é que você faz de noite? perguntou Dona Baratinha.

O cavalo relinchou tão forte que Dona Baratinha o recusou.

Ufa! Menos mau. Mas, que sensacional, o relinxo do cavalo era o único impecilho para essa união!
Depois dele veio o boi, o galo, o cachorro, o burro e etc.

Infelizmente todos eram muito barulhentos e não iam deixar D. Baratinha dormir.

Caralho, mó galera quer pegar a Baratinha. Deve ter a buceta de ouro!
Já estava desistindo, quando apareceu D. Ratão muito elegante e charmoso.


Ela então, resolveu tentar mais uma vez. Felizmente, D. Ratão tinha uma voz suave e a noite seu ronco era fraquinho :Qui, Qui, Qui...

Dona Baratinha ficou muito satisfeita com o pretendente e ficaram noivos.

Essa casa limpinha tem barata e rato? Tá bom.
Começaram os preparativos para o casamento.

Essa é a parte que eu mais gosto!

Dona Baratinha toda agitada preparava um delicioso banquete para a festa do casamento e D. Ratão ajudava nos convites. Porém D. Ratão era muito guloso e pediu a noiva que fizesse para a festa seu prato favorito, FEIJOADA.

O feijão com toucinho que Dona Baratinha preparava estava muito cheiroso e D. Ratão ia toda hora na cozinha tentar provar um pouquinho, mas sempre tinha alguém perto.

Tudo já estava pronto, banquete, igreja e os convidados chegando.

Dona Baratinha e D. Ratão muito elegantes e felizes estavam a caminho da Igreja, porém o noivo só pensava na Feijoada. Então disse para Dona Baratinha que tinha esquecido as alianças em casa, e que assim que as pegasse a encontraria na igreja.
D. Ratão voltou para casa e correu até a cozinha para comer um pouco do toucinho.
Mas na afobação, escorregou e caiu dentro da panela do feijão morrendo afogado.

Cara, alguém chama a Vigilância Sanitária urgente! Puta que o paril, tem um rato na feijuca!

Dona Baratinha ansiosa esperava na igreja o noivo que não retornava.
Horas mais tarde, muito triste Dona Baratinha e alguns convidados decidiram voltar para casa e comer o banquete.

Que isso? Quem é largada no altar e volta para casa para comer um banquete? Vai se fuder. Se fosse eu, tomava uma lata de Baygon!

Logo descobriram o fim trágico do seu noivo e todos lamentaram muito.
A pobre Dona Baratinha chorou a noite inteira e desde aquele dia nunca mais preparou feijão com toucinho!

Brother, isso é história para criança??? Quem foi o filho da puta que escreveu isso?

Se fosse um filme, a trilha sonora tinha que ser essa.

5 comentários:

The Portal disse...

Essa foi sensacional!

Agora, uma pergunta: a histórinha é corriqueira? Digo, é realmente alguma história infantil conhecida? Ou você escreveu e só manteve o estilo? Não lembro de anda parecido..

lunatico87 disse...

hahahaah sensacional, tucano! esse poderia ter ido pro nerdcast de contos de fadas!

Jack disse...

Pooorra, essa história é um clássico. Eu fui até o cavalo na escola, na representação teatral dessa porra de história! Da uma olhada:
http://casadainfancia.spaceblog.com.br/94578/A-Historia-da-Baratinha/

Paranoid Android disse...

Fantástico. Gostei da idéia das historinhas comentadas. Essa aí é sinistra. Lembrava dos personagens, mas não da história.

Já estou no aguardo da próxima!

O Cão que Atenta. disse...

Na minha escola também teve essa peça. Eu fui o Dom Ratão. Foi minha mãe quem organizou. Nepotismo total!

 
Clicky Web Analytics