sexta-feira, 22 de agosto de 2008

O Grande Vencedor da Olimpíada de Pequim!

Todos sabem que o critério para definir quem vence uma edição dos Jogos Olímpicos é o número de medalhas de ouro (ou não). Esse ano o critério mudou para o total de medalhas. Pelo menos na terra do Tio Sam, que não sabe perder...

Esse é o quadro de medalhas publicado pelo Jornal The New York Times.

O mais engraçado vai ser quando a China passar em número total de medalhas. O que será que eles vão inventar, para "ganhar" a Olimpíada?

Eu juro que tentei torcer para esses merdas contra a China, mas os caras não colaboram.

Esse post foi roubado do blog Sedentário e Hiperativo e remixado à la Jack.

10 comentários:

Jorjuco disse...

Hola,
é uma vergonça o que façe os Estados Unios da America.

Jhonatan Carreira disse...

Fizeram esse mesmo comentário no serviço, dizendo que os EUA não sabem perder.

Um colega disse que a contagem deles sempre foi desse modo, diferente dos outros países.

O cara é um viciado em esportes e posso dizer que confiei no que ele disse, mas fica aí a dúvida.

Continue o bom trabalho aqui e no nerdcast! Abração!

André Pizani disse...

Posso estar errado, mas acho que eles sempre consideraram dessa forma. Ou pelo menos desde algumas décadas atrás.

Vagner "Zero" disse...

Eu tirei uma imagem de um momento em que o total de meadalhas estava empatado em 79 e os estadunidenses foram obrigados a mostrar a China em primeiro.

Só eles mesmos pra dizer que oito bronzes valem mais que dois ouros. "Olha só: minhas quase vitórias valem mais do que as suas vitórias"

A minha torcida é a favor da China, só pra ver eles tomarem na cara pelo menos uma vez.

Jack disse...

Opa, polêmica à vista. Eu não estou bem certo, mas acho que não é isso não.

Eu posso estar errado, mas pelo que pesquisei:

a Wikipedia (em inglês), tem um quadro de medalhas no critério convencional (númeo de ouros). Isso no verbete 2004 Summer Olympics medal table:
http://en.wikipedia.org/wiki/2004_Summer_Olympics_medal_count

Se meu (péssimo) inglês não me traiu, no verbete Olympic medal table diz que o correto (segundo o Comitê Olímpico Internacional) é usar o critério medalhas de ouro e que, a partir de de Beijin, a mídia americana passou a usar o critério de total de medalhas.
http://en.wikipedia.org/wiki/Olympic_medal_rankings

Ainda nesse verbete, a wiki diz que a Inglaterra inventou em 1908,um critério de pontos (ouro -5, prata 3 e bronze 1).

Jack disse...

Fica difícil encontrar quadros de medalha antigos, porque os arquivos digitais são facilmente remixados, mas a idéia de que os americanos usam esse critério a tempos é possível e lógico.

Arrisco a dizer que, se for verdade, isso deve ter começado em 1976 no Canadá, pois lá eles perderam para a Alemanha Oriental no critério ouros (34 a 40), mas tiveram um numero maior de medalhas no total (94 a 90).

Manji disse...

Pois é, vi essa parada no sedentário, uma merda foda mesmo.
Norte-americano tem mania de esconder no seu próprio mundo.

André Pizani disse...

Eu li uma notícia, há alguns dias, na qual a polêmica era discutida e também dizia que o "COI" não quis opinar sobre qual a maneira mais correta de contagem por achar essa disputa de medalhas anti-esportiva.

Polêmicas à parte, acho que a maneira americana é um pouco mais justa, pois considerar que um ouro é melhor que 50 pratas é o mesmo que dizer que apenas quem ganha é importante.

Jack disse...

André, é verdade. O COI divulga a lista de forma não-oficial, porque tem aquele lance de o importante é competir. Mas, na minha opinião, 50 pratas não valem um ouro mesmo. No máximo o modelo inglês, mas número bruto de medalhas não dá!

Vinicius disse...

Pergunta pro cara que pegou 3 pratas na natação se ele não trocaria as 3 pelo a de ouro do Michael Phelps. Digo até mais, dada a opção de 10 pratas ou 1 ouro, qual você escolheria??
Ou seja pra mim não existe peso de medalha também não. É ouro, e prata só serve pra empate no ouro.

 
Clicky Web Analytics