quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Crônicas de um Dragão - Parte I

Um certo dia o pequeno Carpa se tornou um Dragão e percebeu o quão importante foram os ensinamentos.

Ao mudar-se de novo de cidade, notou que as pessoas já não lembravam de seus feitos e nem de Cláudio de Cubatão. Era preciso se impor para não continuar apanhando. A musculação e o surf foram boas saídas para sair dos 70Kg. A alimentação a base de sanduíche, pizza e cerveja também contribuíram!

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades, já dizia Charles Xavier e Tio Ben. Um dia, um sujeito apareceu na rua com mais seis caras para intimidar os "de menor". O Dragão sentiu que seria obrigação defender suas hostes e comprou a briga. O cara era magrinho, mas como dizia a quarta lição do Carpa, ele tinha amigos.

Um dia, estava o Dragão e seu fiel escudeiro mato-grossense andando pela rua e os dois botaram o magrinho para correr (ele insistia em freqüentar o reduto do Dragão). Ele voltou com duas dezenas de camaradas. A lei de Van Dame continuava valendo e, de guarda armada, esperamos os 20 atacarem. Apesar da imensa maioria, nenhum dos inimigos queria ser o primeiro a encarar o Dragão. Eles o cercaram, mas não conseguiram se aproximar. O magrinho tentou, mas caiu no chão e teve as costelas quebradas por um tiro de meta bem batido.

Os inimigos finalmente atacaram, mas um cavalete de transito estava no caminho do Dragão. O cavalete virou uma clava e o Dragão começou a girá-lo, fazendo com que os ratos se afastassem.

A fuga só foi dada quando o fiel escudeiro do pantanal estava sendo socado. O Dragão gritou: foge rapá! Os dois fugiram para se recomporem.

O Dragão saiu ileso e descobriu mais um ensinamento. Era o Primeiro Ensinamento do Dragão: Atitude é tudo! Pode ter certeza: se um cara maior for te bater e você não fugir, esse cara vai ficar bolado. Se você correr para cima dele então, pode ser que ele saia correndo.

O Segundo Ensinamento Dragão vem de Malone, o tira. No filme "Os Intocáveis" o policial diz a seu pupilo Eliot Ness: “Se eles puxam uma faca, você puxa um revolver. Se eles mandam um dos nossos para o hospital, nós mandamos um dos deles para o necrotério.”
Na noite seguinte a rua parecia o filme Warriors, pois o Dragão tinha amigos. Sob a batuta do Dragão estavam surfistas, ninjas, ninjas surfistas, membros de torcida de futebol e toda espécie de guerreiros ávidos por combate.

Nessa noite não houve batalha. Só foi preciso a demonstração de força. Mas fiquem atentos ao Terceiro Ensinamento do Dragão: a demonstração de força só é valida se você estiver disposto a usá-la.

9 comentários:

Doug disse...

Eu aprendi um ensinamento muito importante...

Quem da o primeiro soco sempre ganha(naum funciona sempre hehee)

e outra se vc estiver brigando e derrubar um com um mega soco na fuça a briga acaba
rsrs

O Questão disse...

Ou então você leva uma cadeirada de plástico nas costas.

Fred disse...

Cadeira de plástico? Nosso amigo Tuc... Dragão aqui deve saber bem como cadeiras de bar dobráveis, metal ou madeira, são úteis em situações de confronto.
Eu sempre preferi as de metal pois além do som intimidador ao acertar o primeiro desafeto ela entorta mas não quebra.

Jack disse...

Calma gente, vou contar na próxima parte como o dragão tomou uma cadeirada de metal! auhauhauhua

GBUR disse...

huauhahuahuaua
cadeirada de metal
essa promete

QUEIROZ disse...

"Guerreiros vocês querem brincaaaar!! Guerreiros vocês querem bricar, hein?!"

Robertinho disse...

Nando,
Essa é off-topic:

Veja isso
http://www.omelete.com.br/game/100010984.aspx

[]

Jack disse...

Caralho!!! Sensacional!

Fred disse...

Cadê a história da cadeirada?
(Espero que ela não tenha se passado no ABC Paulista.)

 
Clicky Web Analytics