sábado, 5 de janeiro de 2008

Justamente, a PIOR CENA DA TELEDRAMATURGIA


Quando eu vi anunciarem a tal cena do "Massacre da Portelinha" , na Novela das 8, pensei que poderia ser um revival da fase de ouro(????) da teledramaturgia nacional. Pensei logo na cena da morte do Ladislau, em O Dono do Mundo (1991).

Ledo engano. Conseguiram sim, fazer a pior cena de novela de todos os tempos. Tudo na cena foi escroto:

- Figurino: os bandidos eram traficantes cariocas, mas se vestiam como guerrilheiros das FARC, com boné e camiseta camuflados, cuturno e colete(??)
- Trilha Sonora: Quiseram dar um ar dramático à invasão e meteram música clássica. Ao invés de lançar uma Cavalgada das Valkírias ou Carmina Burana, me soltam As Quatro Estações, de Vivaldi, sabe qual é? Aquela música do comercial do sabonete Vinólia.
- Diálogos: Quem alguma vez falou com bandido sabe perfeitamente que certas palavras não se encaixam na boca de um traficante. E os moradores, que paravam no meio do tiroteio para conversar?
- Efeitos de som: O barulho que fazia era tipo o do Iraque. Um milhão de balas por segundo e nada de gente morta.
- Efeitos Especiais: A cada rajada de fuzil, eu esperava um estrago na parede, ou vidros quebrados, mas nada. As balas de festim não atravessaram nem a mesa de bilhar que os Portelinhos usaram de escudo, nem o carro em que os anões se esconderam atrás. Já não se fazem mais AR15 como antigamente.
- Armas velhas: Juvenal Antena, justamente, arrumou umas armas que estavam escondidas há anos em um porão e (exclamação!!!!!) nenhuma falhou. Nem a bazuca da 2ª Guerra Mudial, que só xamuscou a cara dos bandidos.
- Nuno Leal Maia: O outrora Prof Pasqualete foi a única coisa que prestou na cena inteira. Isso se fosse uma cena dos Trapalhões. O cara me sai com uma garrucha velha e fica na porta de casa atirando na bunda dos traficantes e gritando que nem um maluco (que de fato é).

- Traficante: Não poderia ser melhor. Toda a canastríce de Paulo César Pereio como Lobato, o traficante malvadão.
- Desorganização: Péssima direção. Juvenal sumia e aparecia do nada, personagens fugiam e depois estavam no meio do fogo cruzado. O tiroteio estava na frente do bar e depois estava há quilômetros de distância, etc.

Segundo a Wikipedia, "Duas Caras é a atual telenovela de Aguinaldo Silva, com a colaboração de Nelson Nadotti e direção de Cláudio Boeckel, Ary Coslov e Gustavo Fernandes, tendo WOLF MAYA como diretor geral e de núcleo."

Portanto, a todos esses nomes supracitados uma homenagem: vocês estão de parabéns! É disso mesmo que o povo brasileiro gosta. Eu aplaudo vocês de pé e de coração. Aposto que foi pico de audiência!

Um pedacinho da cena para você chorarem (de rir?)

2 comentários:

Lion__ disse...

realmente, foi uma tosqueira de tamanho maior....

colocaram ainda um cara do tropa de elite ali na policia para fazer nada...

pior que o Juvenal lá vai ressucitar...é mole

viviica disse...

Eu estava tentando ver essa novela, porque lá em casa não tem tv a cabo. Mas não dá. Definitivamente não dá.

 
Clicky Web Analytics