quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Adeus querida Companheira...

Hoje me dispeço de uma companheira de três anos. Fomos juntos num perrengue foda para Ilha Bela. Subimos várias vezes a temida Serra do Mar. Me levou para casa quando eu não conseguia mais nem me manter acordado. Rodou 28 mil quilômetros e nunca, veja bem, NUNCA, me deixou na mão.
Apesar de me deixar uma fratura na clavícula direita, já sinto saudades das aventuras e do baú, quantas vezes cheio de gelo e cerveja!!!!

Essa foi uma homenagem à minha Biz KS c100 2004.

4 comentários:

Douglas Sasquatch disse...

Caraca!!! Quanto saudosismo!!!

É bom ter uma certa relaçao de amor com o meio de transporte...

Sinto muita falta do meu Jabuti(Corsa verde Hatch - mod 1999). E vejo que logo vou sentir falta do Darth Vader(Palio preto Hatch - mod 2003), que já está para ser vendido.

Antes que me achem tosco por apelidar um carro, pensem que poderia ser pior. Conheço gente que anda de Chapolin, de Percevejo, ou até de Joaninha, hehehhehe

Abraços e um bom FDS para todos!

Fred disse...

Cara, você que não é baixo pilotando uma Biz deve ter sido divertidíssimo. :)

Eduardo Cavalcanti disse...

Conhecendo o teu passado, fico pensando se essa saudade toda, se esse surto inesperado de sentimentos humanos, tem a ver só com o fato de essa lambretinha te levar de um lugar para o outro sem quebrar, hahaha.

Anônimo disse...

Uma motinha faz falta mesmo, seja para a correria do dia dia, seja para o passeio do domingo a tarde.

Tenho uma Honda 750, uma galo, domingo a tarde se não der uma volta nela é porque estou doente..rss

Estive em Brasília no Music Festival, muito bom...

Entrem no site (http://www.brasiliamusicfestival.com.br) tem a musica "Born To Be Wild" o hino do motociclista e outras.

Feliz Natal e execelente Ano Novo a todos.

 
Clicky Web Analytics