segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Sentimentos pelo espelho

Mias uma vez vejo que Caê estava errado. Dizia ele, anos atrás: narciso acha feio o que não é espelho. Às vezes, Narciso olha para o espelho e, ao não se reconhecer no reflexo, também acha feio.


Esse papo filosófico "reflexivo" (perdoem o trocadilho) se deve porque eu sempre critiquei uma pessoa que conheço que, fala como o Jô Soares, é arrogante como Jô Soares, é inteligente como o Jô Soares e é irritante como o Jô Soares, mas odeia o Jô Soares, justamente pelas qualidades que compartilha com o rotundo apresentador.


Lendo o livro Pornopolítica, de Arnaldo Jabor, fiquei em choque. Percebi que eu também sou assim. Sempre odiei o Jabor. Desde o dia que vi que ele publicou uma coluna repetida, trocando apenas algumas palavras nutro um certo asco pelo sujeito.


O fato é que quando li a parte do livro em que ele relata sua performace na apresentação do Oscar pela Globo, onde chamou o Robin Willians de canastrão entre outra coisas, me identifiquei com ele. Ele achou que estava arasando por falar algo que é verdade e as pessoas não se atrevem a escancarar. No outro dia, foi linxado publicamente! Esculaxado até a oitava geração.


Eu sou assim. Eu sou o Jabor que não deu certo. Eu devo ser uma mistura mau feita de Arnaldo Jabor com Diogo Mainard. Eu falo o que os outros não querem ouvir e muitas vezes sou criticado por isso.


Jabor, minhas mais sinceras desculpas.


4 comentários:

Mr. B. disse...

Se você é uma mistura dos dois tenha em mente que você é MUITO insuportável uhauhauhaw.
O Jabor me irrita com seus textinhos pseudo-inteligentes que rolam pela internet, mas as vezes eu concordo com ele... BEM as vezes.

Ricardo disse...

No inicio eu achava o Jabor um reclamao sem causa, depois descobri que ele na verdade eh um pseudo-revolucionario, um esquerdista arrependido (ou, quem sabe, frustado), vestindo o disfarce de critico para esconder um perfil reacionario. Se voce eh assim, entao somos tres, rssssss, vc, ele e eu, so que eu escondo o esquerdismo frustado com um novo esquerdismo, quixotescamente defendendo ideias "falidas" rsssss......
Eh isso ai, ninguem escapa de uma auto-critica :)

Jack disse...

O Jabor é chato, muda de opinião como quem muda de cueca, gosta de ser polêmico e é frustrado, tanto como cinesta, quanto como revolucionário. Mas ainda assim, ele tem duas coisas que são louváveis na minha opnião: Culhão para falar o que pensa e cagar e andar pelo o que os outros pensam e, embora o conteúdo nem sempre seja OK, seus textos costumam ser bem escritos.

Quanto ao Diogo Mainard, acho ótimo quando ele começa a pegar no pé do Ricardo Amorim! Hahahahaha Ele é o melhor espírito de porco que conheço.

Maria Angélica disse...

É verdade, homem hoje em dia não tem culhão....foi-se o tempo....

 
Clicky Web Analytics